Deputado quer parceria da Ufba com movimentos sociais para cursos na área de reforma agrária

Postado em jul 25 2017 - 6:15pm por Jornal da Chapada
foto1

O encontro tratou também sobre atividades de extensão, além de fazer um balanço do cenário político atual | FOTO: Divulgação |

Uma reunião com o reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), João Carlos Salles, e o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), em Salvador, marcou a retomada de debates importantes para a formação do trabalhador rural do estado. É que ambos pautaram ações em parceria com movimentos sociais para a implantação de cursos na área da reforma agrária. O encontro foi na última segunda-feira (24) e tratou também sobre atividades de extensão, além de fazer um balanço do cenário político atual. Valmir destacou a importância da posição pública do reitor contra o impedimento da presidente Dilma e em favor da expansão do ensino superior.

“É de suma importância termos a Ufba como referência de ensino superior na Bahia e no Brasil. Mais ainda por um reitor com uma visão política que agrega a população mais pobre do estado está à frente. Precisamos de mais iniciativas para educar nossas crianças e jovens do campo e da periferia das grandes cidades. Passamos por um momento difícil e o Brasil precisa retomar o crescimento com o retorno da democracia, mas antes de tudo temos de olhar para o povo, que sofre com esse ano destruidor do governo golpista de Michel Temer”, descreve Assunção.

Junto com o deputado e o reitor, estiveram também representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), como o dirigente estadual Sebastião Lopes, do movimento estudantil, além da presença dos dirigentes nacional e estadual do PT, Ivan Alex e Gabriel Oliveira, do chefe de gabinete de Valmir Assunção, Tassio Brito, dirigentes do Coletivo Quilombo, Lorena Pacheco e Felipe Doss, o vice-reitor Paulo Miguez e o pró-reitor de graduação da Ufba, Penildon Silva Filho.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.