Chapada: Conferência de Saúde em Nova Redenção define propostas de políticas públicas

Postado em jul 31 2017 - 4:41pm por Jornal da Chapada
foto

A prefeita Guilma Soares elogiou o espírito de equipe das outras secretarias municipais que apoiaram e contribuíram para a organização do evento | FOTO: Divulgação |

A V Conferência Municipal de Saúde da cidade de Nova Redenção, na Chapada Diamantina, ocorrida na última sexta-feira (28) discutiu a situação da Saúde local, analisou resultados das ações da Secretaria de Saúde do ‘Governo da Reconstrução’, da prefeita Guilma Soares (PT), aprovou diretrizes para políticas públicas e elegeu os delegados que vão representar o município na Conferência Estadual de Saúde. Na oportunidade foram realizados debates e discussões em grupo, foi feita a apresentação e aprovação das propostas elaboradas e escolha dos dois delegados que irão representar o município na Conferência Estadual, além de almoço e entrega de certificados.

Estiveram presentes na composição da mesa autoridades como a prefeita Guilma Soares, o líder político Ivan Soares, o presidente da Câmara de Vereadores, Wherbiston dos Anjos, o coordenador do Conselho Municipal de Saúde, Edenildo Soares Bernardes e a Consultora de Saúde Lívia Oliveira. A palestra magna foi realizada por Luiz Fernando da Conceição, do GT de endemias da Base Regional de Saúde (BRS) – Itaberaba. Também foram registradas as presenças de Quézia Santana (RT) e Manoela Barreto (Atenção Básica), ambas da BRS.

Na abertura dos trabalhos da V Conferência Municipal de Saúde, a prefeita Guilma Soares falou sobre a origem das conferências, sobre implantação do SUS e a criação e importância dos Conselhos no país. Em seguida afirmou que a “gestão municipal acredita na competência da equipe da Saúde do município e que, com a significativa participação popular o encontro seria um sucesso”. A prefeita também elogiou o espírito de equipe das outras secretarias municipais que apoiaram e contribuíram para a organização do evento.

Ivan Soares falou em relação à realidade da Saúde no município e das suas dificuldades, mas propôs soluções. “Temos os postos de saúde, que fazem um trabalho preventivo, mas é uma dificuldade, porque o nosso maior custo não é com os procedimentos, remédios ou pagamento de médicos e funcionários, mas sim com o combustível em razão do transporte de pacientes. Por isso, pretendemos criar a Unidade de Estabilização. Para diminuir despesas de viagens e sair somente com aqueles casos mais graves ou sem recursos para serem atendidos aqui”, revelou.

foto

O líder político Ivan Soares destacou a importância das conferências e agradeceu a participação popular nas discussões e apresentação das propostas | FOTO: Divulgação |

Propostas
Ele considerou outros diversos assuntos referentes à Saúde no município, como por exemplo, a dedicação da equipe para o funcionamento de forma plena dos programas de Saúde da Família. Falou também da importância das Casas de Apoio, sobre os médicos cubanos do Programa Mais Médicos, que por sinal recebeu a sua mais nova integrante, a Dra Darriela Ramos Gorguet. Falou também da criação de uma Ouvidoria e da ampliação de posto de saúde e instalação de água e luz da Unidade Básica de Saúde (UBS) Beira Rio.

“Já estamos tomando providências para instalação de caixa d’água, instalação de padrão de energia e pintura que foi deteriorada pelo tempo e por ter ficado fechada. A UBS será totalmente equipada e englobaremos as comunidades do Peri, Ipiranga e Moreno no atendimento”, revelou Soares que auxilia de perto as ações em saúde na gestão de Guilma Soares.

O líder político finalizou destacando a importância das conferências e agradecendo a participação popular nas discussões e apresentação das propostas. Afirmou que são essas discussões que estimulam os gestores a ampliarem o que está dando certo, corrigir o que não está bom e buscar o que o município ainda não tem, mesmo com as limitações da atual realidade do país.

Durante a Conferência ocorreram apresentações de música e dança do Projeto Cultura na Escola (PCE), de teatro, do CRAS, e execução do Hino Nacional ao som de violino da Lira Filarmônica e o Hino de Nova Redenção, entoado por Camila Reis, aluna do PCE. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Veja mais fotos

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.