Chapada: Populares reclamam da precariedade de estrada que liga Piatã a Inúbia e cobram do governo

Postado em fev 22 2018 - 10:32pm por Jornal da Chapada
capa34

Situação da via quando chove torna o trânsito uma aventura off road para comerciantes e visitantes da região, causando transtornos como veículos atolados e acidentes | FOTO: Montagem do JC/Divulgação |

As belezas da Chapada Diamantina sempre serão temas de inúmeras matérias, mas o que não se tem exposto é a precariedade de estradas para acessar alguns dos pontos turísticos ou até comunidades rurais tradicionais. A ineficiência de alguns serviços de recuperação de vias e, principalmente, a falta de segurança das estradas sem asfalto, têm sido alvo de inúmeras queixas de moradores e de quem frequenta a região. E o caso dos motoristas que trafegam, por exemplo, no trecho da BA-560 – que liga o distrito de Inúbia à BA-148 já na sede do município de Piatã. Em contato com o Jornal da Chapada, eles narraram as dificuldades, os constantes acidentes e a árdua tarefa de dirigir na deteriorada pista de 28 quilômetros. Os denunciantes que também são moradores, reportam as queixas e culpam o governo estadual, que já teria respondido a uma solicitação dos cidadãos dizendo que a recuperação da via está em fase de análise.

“O fluxo de veículos é muito grande todos os dias, até porque o hospital mais próximo fica na sede de Piatã. Está um descaso total com essa estrada, nesse trecho todo ano acontece acidentes fatais e lá passa várias carretas carregadas de minério, deixando a estrada completa com ‘costela de vaca’. Já cobramos nas páginas do governador [Rui Costa] e falaram que a Seinfra [Secretaria Estadual de Infraestrutura] já estava de olho nesse trecho para asfaltar”, informam em texto um grupo de moradores em contato com o Jornal da Chapada. Eles enviaram imagens da atual situação da estrada, de caminhão atolado e de um recente acidente com veículo de passeio. “É um fluxo muito grande também porque o comércio no distrito de Inúbia é forte”, completam. O grupo de moradores diz que durante os finais de semana a praça de Inúbia fica lotada e os estabelecimentos, consequentemente, lucram com isso.

Para quem não sabe, a produção de café na região de Piatã é destaque internacional e é o que predomina nessa área da Chapada Diamantina. Além de ser a cidade mais e fria da Bahia, o que propicia este cultivo. “O povo não consegue sair de Inúbia nem para ir ao hospital. Se uma pessoa adoecer no distrito tem que se deslocar até a sede em estradas ruins na poeira e buracos, quando chove fica intransitável. A estrada também é bastante utilizada por todos que precisam se deslocar para a sede de Piatã onde tem tudo: banco, INSS, fórum, delegacia, prefeitura e sindicato. Inúbia, no fim do ano, recebe os filhos da terra que vêm visitar as famílias e os amigos. O movimento é intenso no fim do ano e precisamos de asfalto imediatamente nesse trecho para garantir segurança”, frisa um dos motoristas e morador de Piatã.

Jornal da Chapada

Confira fotos enviadas pelo grupo de moradores de Piatã

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.