Chapada: Nova Redenção terá ‘Projovem Campo Saberes da Terra’ após pacto com governo estadual

Postado em fev 28 2018 - 2:48pm por Jornal da Chapada
ova1

O secretário municipal de Educação, Jânio Andrade, se comprometeu em oferecer a estrutura necessária para implantação do programa em Nova Redenção | FOTO: Divulgação/Ascom |

O pacto firmado entre a gestão ‘Governo da Reconstrução’, de Nova Redenção, na Chapada Diamantina, e o Governo do Estado da Bahia, com o ‘Projovem Campo Saberes da Terra’, oportunizará a qualificação profissional e escolarização aos jovens agricultores familiares, de 18 a 29 anos, que não concluíram o ensino fundamental. O secretário municipal de Educação, Jânio Andrade, pediu a adesão ao programa em agosto de 2017, e se comprometeu em oferecer a estrutura necessária para implantação do programa na cidade, uma vez que os estudantes, além de concluírem o ensino fundamental, também serão certificados com a qualificação profissional.

Os cursos oferecidos serão Sistemas de Cultivo, Sistemas de Criação, Extrativismo, Agroindústria e Aquicultura. “É sempre bom firmar parcerias para promover ações educacionais e de cidadania voltadas a jovens excluídos do processo educacional, de modo a reduzir situações de risco, desigualdade, discriminação e outras vulnerabilidades sociais, fomentando a participação social e cidadã, favorecendo a permanência dos jovens na agricultura familiar”, afirmou a prefeita Guilma Soares (PT).

Na mesma oportunidade, Jânio pleiteou junto a Superintendência da Educação Profissional e Tecnológica, o Projovem Urbano, que é no mesmo formato do campo, mas voltado para os jovens da zona urbana. Neste caso busca a elevação da escolaridade com a conclusão do Ensino Fundamental e dá as bases para a Formação Profissional e Qualificação Cidadã. O projeto garante aprendizagens sobre direitos sociais, formação de valores solidários e busca mobilizar jovens e adultos para o desenvolvimento de ações comunitárias.

Em Nova Redenção existem jovens sem o ensino fundamental completo, em situação de vulnerabilidade e sem qualificação profissional, que poderão aproveitar as 22 áreas de formação do Projovem, como em Administração, Agroextrativismo, Alimentação, Arte e Cultura, Construção e Reparos, Educação, Gestão Pública, Gráfica, Joalheria, Madeira e Móveis, Metalomecânica, Piscicultura, Saúde, Auxiliar de Administração em Hospitais, Recepcionista de Consultório Médico e Dentário, Atendente de Farmácia e Laboratório de Análise Química, Serviços Domésticos, Serviços Pessoais, Telemática, Transporte, Turismo e Vestuário. Tudo isso com geração de empregos para professores lecionarem os cursos. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.