#Salvador: Contrato de ONG em que mãe de ACM Neto é presidente foi prorrogado pela prefeitura

Postado em abr 3 2018 - 2:49pm por Jornal da Chapada

O contrato vai até 2021 e passa de R$ 2.109.600,00 milhões para R$ 2.812.800,00 milhões | FOTO: Reprodução/Reginaldo Ipê |

O prefeito ACM Neto prorrogou o contrato com o Parque Social Empreendedorismo e Desenvolvimento Social, uma Organização Não Governamental (ONG), que tem como presidente a sua mãe, Maria do Rosário Magalhães. O aditivo foi publicado no Diário Oficial do Município na última quinta-feira (29), em meio às comemorações do aniversário de Salvador. O contrato vai até 2021 e passa de R$ 2.109.600,00 milhões para R$ 2.812.800,00 milhões. Para este contrato a ONG vai executar indiretamente o serviço de convivência e fortalecimento de vínculos para mil crianças, adolescentes e idosos, em situação de vulnerabilidade e risco social, residentes na cidade. O contrato foi ainda assinado pela diretora da entidade, Sandra Maria de Souza Paranhos, que atualmente é assessora especial da prefeitura de Salvador, com salário de R$ 13 mil.

Rosário Magalhães disse, em nota, que maior parte dos recursos do convênio com a prefeitura é do governo federal. “Dos R$ 58,60 de custo per capita de cada beneficiado, R$ 50 são do governo federal, R$ 4,30 do estadual e os outros R$ 4,30 do município”, afirmou. “O Parque Social não fica com um centavo do convênio e eu trabalho de forma voluntária, já que sou apenas presidente de honra da entidade”, afirmou. Rosário afirmou ainda que, quando o projeto foi lançado, há cerca de dois anos, foi feito um chamamento público para que as empresas que atendessem aos pré-requisitos se apresentassem. “O que está acontecendo agora é apenas a renovação do convênio”, completou.

De acordo com ela, os órgãos competentes fiscalizam todas as ações do projeto e que as prestações de contas estão em dia. “Temos o compromisso de manter os cinco centros de convivência funcionando e com equipes técnicas distintas, realizar 18 capacitações, formar e manter 30 grupos de caráter contínuo, realizar 20 atividades diárias de promovam o fortalecimento de vínculos familiares, além da reinserção familiar e comunitária”, contou. Ela ainda informou que a parceria tem um gestor público nomeado em Diário Oficial que fiscaliza o cumprimento de todas as metas pactuadas no Plano de Trabalho apresentado pelo projeto. As informações são de Bocão News e Bahia Notícias.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.