AssessoriaCidadesCuriosidadesEconomiaEsportesMenu PrincipalMundo

Chapada: Pequenos agricultores de Morro do Chapéu investem no cultivo de flores como saída para crise

É o caso do sanfoneiro Francisco Gomes, que cultiva rosas em seu terreno de um hectare | FOTO: Divulgação/TV Globo |

O programa Bahia Rural, exibido na TV Bahia, afiliada da Rede Globo, no último domingo (23,) teve uma reportagem falando um pouco da experiência dos cultivadores de flores na cidade de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina. Como é o caso do sanfoneiro Francisco Gomes, que cultiva rosas em seu terreno de um hectare. Chico, como é chamado, vive principalmente de tocar sanfona, mas nos últimos anos foram as rosas que seguraram o lado financeiro.

“Deu mais tranquilidade no orçamento familiar”, disse. Ele faz parte de uma associação que planta cinco tipos de flores em áreas irrigadas a rosa é a principal. O empresário da construção civil Eduardo Gama começou a se dedicar ao cultivo e plantou 7 mil pés em área própria e mais 23 mil em arrendadas. Ele faz entregas em floriculturas da cidade e de Salvador.

Há plantas de muitos tipos em Morro do Chapéu | FOTO: Divulgação/TV Globo |

As áreas contam com assistência de agrônomos e técnicos agrícolas para dar suporte às plantações. Há plantas de muitos tipos, como as estatices, muito utilizadas em buquês e arranjos florais, sem falar nas raras rosas do deserto, que foram introduzidas no cenário nacional há pouco tempo e a Chapada Diamantina faz parte dessa história.

No deserto elas vivem mais de um século, mas aqui, fora de seu habitat, ainda não se sabe quanto durarão. Há produtores que chegam a produzir 8 mil plantas desse gênero ao ano, sendo que um exemplar de 18 anos de idade pode chegar a custar R$10 mil.

Jornal da Chapada

Confira mais da reportagem:
https://globoplay.globo.com/v/7035378/

Etiquetas
Mostrar mais

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Pular para a barra de ferramentas