#Eleições2018: Prefeitos da Chapada Diamantina mostram força e seus candidatos vencem com votos casados

Postado em out 8 2018 - 6:25pm por Jornal da Chapada

Os gestores de Itaberaba, Nova Redenção, Itaetê e Utinga atuaram para eleger seus candidatos no pleito do último domingo, 7 de outubro | FOTO: Montagem do JC |

As eleições gerais na Chapada Diamantina foram marcadas pela disputa voto a voto. Em Itaberaba, portal de entrada para a região e maior município, o jovem prefeito Ricardo Mascarenhas (PSB) coordenou pessoalmente a campanha e venceu com folga com todos os seus candidatos. Até o senador Ângelo Coronel, que aparecia no cenário municipal como o ‘lanterninha’, saiu do município fortalecido devido ao empenho de Ricardo que sucateou de vez a oposição e mostrou que o tio, o ex-prefeito João Filho (PP), nunca foi de fato uma liderança política no município. Esse assunto será pauta de outra matéria do Jornal da Chapada.

O candidato a deputado federal apoiado em Itaberaba pelo grupo de Ricardo Mascarenhas, Cacá Leão (PP), saiu do município com 8.376 votos, o que representa 30,67% das escolhas dos cidadãos. Já o candidato apoiado pelo ex-prefeito João Filho que foi Otto Alencar Filho (PSD) obteve 2.565 – o que representa 9,39% dos votos válidos. A oposição de fato representada pelo candidato derrotado no último pleito municipal, Leonardo Moscoso (PSDB), obteve 2.105 votos para o candidato Imbassahy (PSDB), nenhuma surpresa, afinal, esse sempre foi o espólio da família Moscoso.

Outro fato relevante nessa eleição, foi a votação dos candidatos a deputado federal, Leur Lomanto Jr. (840 votos) e Marcelo Nilo (1.204), votação que até provar em contrário também faz parte do grupo do prefeito Ricardo Mascarenhas, tendo em vista que esses candidatos foram apoiados pelos vereadores da bancada do prefeito, Fel, Walter Sena e Niltinho. Vale lembrar dos votos do novo grupo representado pelo ex-vereador Ricardo Pimentel e pelo vereador Murilo que deram 795 votos a Adolfo Viana, do PSDB.

Ainda falando na eleição de Itaberaba o grupo político liderado por Ricardo Mascarenhas ajudou a eleger também o deputado estadual Eduardo Alencar (PSD) com 7.927 votos, enquanto o candidato de João Filho obteve 1.718 e o de Leonardo 1.850. Vale ressaltar que o candidato de João para estadual não foi eleito, assim como o federal de Leonardo.

Nova Redenção
Já no município de Nova Redenção os números mostraram que Ronaldo Carletto (PP), candidato a deputado federal apoiado pela prefeita Guilma Soares (PT) e pelo líder político Ivan Soares, recebeu mais votos que todos os outros. Ele obteve a primeira colocação angariando 852 votos. Afonso Florence, outro deputado federal apoiado pelo grupo político da prefeita abocanhou 809 votos. Observe que os dois federais do grupo obtiveram a votação quase casada. Enquanto a oposição, junta, deu apenas 590 votos ao terceiro federal mais votado que foi Otto Alencar Filho (PSD).

Na disputa para eleger o deputado estadual, o candidato apoiado pelos líderes políticos de Nova Redenção, Cláudio Bastos (PCdoB), teve 1.677 votos, enquanto o candidato da oposição, Diego Coronel (PSD), obteve apenas 527 votos. Nova Redenção entra para a história do pleito na Chapada Diamantina como o município que deu a menor votação a Bolsonaro (259 votos). Já o candidato do PT, Fernando Haddad, teve 3.573 votos, sem falar, que Rui Costa chegou aos 92%, ou seja 3.647 votos, contra 295 votos de José Ronaldo (DEM).

Itaetê
Em Itaetê, a votação para presidente foi concentrada também em Haddad – que conquistou 5.056 votos (73,08%) quase cinco vezes mais que o segundo colocado Jair Bolsonaro, que obteve 1.364 votos, ou seja, 19,72% dos votos válidos. O município administrado pelo petista Valdes Brito, mostrou que o grupo é unido e por conta disso deram ao deputado federal Valmir Assunção 2.888 votos, o que corresponde a 41,09% dos votos apurados.

Outro fato que mostra a união do grupo foi a votação da dobradinha para o senado Jaques Wagner (4.235, 34,41%) e Ângelo Coronel (4.036, 2,79%). Já o candidato a governo Rui Costa obteve 5.031 votos, 75,76% das urnas. Essa votação em Itaetê, mostra o sucateamento da oposição representada pelo PSDB de Jorge e Lenise Estrela, já que Geraldo Alckmin candidato do partido obteve 3,50% dos votos totalizando 242 votos.

E para o senado o grupo deu a Jutahy Júnior 1.924 o que corresponde 15,63%, além de dar a José Ronaldo 1.579 votos, ou seja, 23,78%. Na disputa para eleger o deputado estadual, o grupo de Valdes se uniu também para apoiar dois candidatos, Eduardo Sales (PP), que obteve 1.907 e Marcelinho Veiga (PSB) que obteve 1.659. Já o grupo de oposição liderado por Jorge Estrela e Zenildo Matos deram ao estadual Sandro Reges 1.365 sem falar no candidato do PSDB, Augusto Castro, com apenas 157 votos.

Utinga
Já no município de Utinga, administrado pelo prefeito Joyuson Vieira (PSL), o jogo não foi diferente, os candidatos Marcelo Nilo (PSB) e Marcelinho Veiga (PSB) são os campeões de votos. Joyuson havia prometido dar 1.700 votos para ambos, porém, como o adversário era muito fraco, o gestor e seu grupo fez questão de fazer 3.450 (42,35%) votos para Marcelo Nilo e 2.768 votos (33,74%) para Marcelinho Veiga. Já a oposição comandada por Alberto Muniz (PSD) concedeu ao candidato a deputado federal Otto Alencar Filho (PSD) 1.635 votos.

Deninha Fernandes é editora-chefe do Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.