CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

#Bahia: Ações prioritárias do setor de Educação no estado são debatidas na Seplan

O secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, destacou a importância do debate, ao ressaltar que a Seplan se encarrega do monitoramento das ações orçamentárias do Estado | FOTO: Divulgação |

As ações prioritárias da Secretaria da Educação do Estado (SEC) foram debatidas nesta quarta-feira (24), na Secretaria do Planejamento (Seplan). Entre as ações, a ampliação da oferta educacional nas mais diversas modalidades, de programas e projetos com ênfase em ciências, arte, esportes e cultura, além do uso pedagógico de tecnologias educacionais, a implantação de cursos da Educação Profissional e Tecnológica em todas as escolas do Ensino Médio, a manutenção do regime de colaboração com os municípios, implantação de novas escolas e melhorias na infraestrutura da rede estadual.

O secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, destacou a importância do debate, ao ressaltar que a Seplan se encarrega do monitoramento das ações orçamentárias do Estado e de pensar os grandes eixos estratégicos do desenvolvimento, dialogando com a comunidade baiana como um todo. “Isso dá a gente um conforto de que as proposições não são simplesmente das cabeças dos gestores. Então, o próprio Governador Rui Costa iniciou o seu governo elaborando um programa de governo participativo, depois o PPA Participativo. Então, a gente sai daqui de certa forma com o conforto do alinhamento técnico das duas equipes, da Seplan e da SEC, e entendemos que esse monitoramento vai se dar de uma forma muito tranquila e efetiva para o Estado”, comentou.

De acordo com a chefe de gabinete da Seplan, Isabella Andrade, a reunião fez parte de uma série de encontros que a Secretaria vem promovendo no sentido de buscar promover o alinhamento das metas de cada órgão do estado com os instrumentos de planejamento e gestão. “Dessa forma, as políticas públicas prioritárias do Governo do Estado podem ter um melhor desempenho, com mais qualidade no monitoramento e avaliação, de forma que ações tenham uma integração mais eficiente e reflitam no Plano Plurianual, no Plano de Desenvolvimento Integrado, que tem como horizonte o ano de 2035, se configurando como um plano de longo prazo e que tem a Educação como eixo estratégico para o desenvolvimento do Estado”, disse. As informações são da Seplan.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios