CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

#Bahia: Em workshop de Fórum Internacional, diretor do Inema discute sobre poluição dos rios

Abertura do Fórum Internacional aconteceu na manhã da última quarta | FOTO: Ascom/Inema |

A programação no período da tarde da última quarta-feira (14/08), dia de abertura do I Fórum Internacional Meio Ambiente e Economia Azul, teve início às 14h30, no auditório do Senai Cimatec, em Salvador, com workshops paralelos que deram continuidade aos temas ambientais do eventos. Compondo a mesa sobre ‘Mitigação dos impactos das mudanças climáticas nos ecossistemas costeiros’, estavam o diretor de Águas do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Eduardo Topázio, Tiago Miranda (IB-S), Alexandre Fernandes (UERJ), Carina Böck (UFRJ) e Jerry Miller, membro do Escritório de Política de Ciência e Tecnologia no governo Barack Obama.

Jerry deu abertura à mesa sobre Mitigação dos Impactos das Mudanças Climáticas nos ecossistemas costeiros, chamando a atenção para a importância da percepção global da Economia Azul. Paralelo a isso, Eduardo Topázio destacou a relevância da mitigação das barragens e do desafio na promoção de ações e intervenções na zona costeira. Topázio ainda ressalta a importância do cidadão cobrar dos órgãos competentes “planos emergenciais de contingência e atividades ativas em operações que combatam as poluições nos rios, consequência das ocupações ilegais nas zonas costeiras”, destaca o diretor.

Foram esclarecidas, ainda, dúvidas referente às vulnerabilidades do sistema costeiro, as variáveis biológicas e do clima, ocupações em rios urbanos e planos de contingência e emergenciais. Os palestrantes chamaram a atenção para a importância de haver uma educação ambiental que permita o desenvolvimento do ecossistema de uma forma saudável. Além disso, apresentaram também os impactos nas áreas costeiras e as ações institucionais de cooperação em projetos através de estudos climáticos e as aplicações de modelagem computacional, bem como as vulnerabilidades e inundação da zona costeira e a incapacidade de administrar os efeitos adversos das mudanças climáticas.

Simultaneamente, as demais palestras trataram sobre ‘Observação da terra para biodiversidade e planejamento espacial marinho, ‘Observação, mapeamento e monitoramento de fontes e distribuição de lixo marinho’ e ‘Ciência de dados e inteligência artificial para preservação costeira’, mediadas por Stewart Bernard, representante da South África. A programação encerrou com a assinatura do Acordo para a criação do Air Centre Bahia pelo secretário do meio ambiente, João Carlos, a diretora do Inema, Márcia Telles, o representantes da Air Centre e da Olívia Oloveira, UFBA. Manoel Heitor, ministro. As informações são de assessoria.

Etiquetas
Mostrar mais

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Pular para a barra de ferramentas