Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal
Trending

Aplicativo em Feira de Santana disponibiliza motoboys para realizarem serviços essenciais ao consumidor

O Giross chegou em Feira de Santana no início de 2019, e com pouco tempo já conquistou um público cativo.

Ainda considerado ‘novo’ em Feira de Santana, um aplicativo de mobilidade que utiliza motos, além de baratear os custos de corridas para os passageiros que preferem este meio de transporte, agora faz diferente e vai até aonde os seus cliente não conseguem estar. O Giross chegou em Feira de Santana no início de 2019, e com pouco tempo já conquistou um público cativo.

O aplicativo de mobilidade já funciona em sete cidades da Bahia, e além de oferecer segurança e rapidez aos passageiros que o utilizam, agora implantou o serviço de entregas, disponibilizado na mesma plataforma e que promete otimizar o tempo dos usuários. O aplicativo traz como novidades as possibilidades do cliente chamar um “motoboy” para ficar numa fila de um banco, pagar uma conta na lotérica ou até comprar um ingresso para um show.

O Giross foi desenvolvido pelo engenheiro Filipe Martins, que é baiano e hoje administra todo o sistema com uma sede na Princesa do Sertão. A nova interface do aplicativo une motociclistas capacitados a clientes com demandas. O Giross oferece uma alternativa flexível, fácil e de baixo custo para levar e trazer qualquer coisa a qualquer lugar. Como afirma o diretor e criador do app.

“Por conta da correria do dia-a-dia, as pessoas muitas vezes não conseguem dar conta de tudo. E precisam de um serviço que possa fazer por elas algumas atividades como a entrega de objetos. O Giross faz isso”, explica Filipe. “Nós levamos e trazemos qualquer coisa. Mas, também pagamos contas, e pegamos filas. Os clientes precisam otimizar o tempo, e nós podemos ajudá-los com isso”, conclui o empresário.

Para o motociclista do Giross é mais fácil desempenhar certas tarefas, pois as entregas via aplicativo são em média 15% mais econômicas do que as realizadas com motoboys tradicionais. Filipe também fala sobre a confiabilidade do sistema. “Para o motociclista virar parceiro do Giross, ele tem uma série de documentos que precisa comprovar para que possamos assegurar que os clientes possam confiar tanto para viagens, quanto para enviar seus objetos ou ter a certeza que suas contas serão pagas”, assegura. As informações são da Sociedade News FM.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios