Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo
Trending

#Mundo: Catador de lixo da Tailândia encontra âmbar de baleia avaliado em R$2,9 milhões

Especialistas dizem que pedaços de âmbar-cinza às vezes flutuam no oceano por mais de 100 anos.

Surachet Chanchu estava vasculhando o lixo na praia de Songkhla (Tailândia) quando encontrou acidentalmente um tesouro. O catador de lixo se deparou com uma peça de âmbar cinza, considerado um produto de luxo, avaliado em nada menos que R$ 2,9 milhões. O âmbar cinza, que estava solidificado, é uma substância produzida pela baleia cachalote quando ela sofre indigestão.

Tecnicamente, trata-se de vômito de baleia. O líquido então solidifica no oceano e amadurece por muitos anos. Especialistas dizem que pedaços de âmbar-cinza às vezes flutuam no oceano por mais de 100 anos. O catador está esperando autoridades do governo para decidir o que será feito com o âmbar-cinza, que pesa 16,7 quilos, contou o ‘Daily Mail’.

A substância, que contém múltiplos compostos aromáticos, é usada pela indústria como fixador de perfumes. Além da perfumaria, o âmbar também é usado como produto afrodisíaco. Neste fim, ele é ingerido em solução alcoólica. A utilização como aromatizante de vinho e chás é registrada na Ásia.

Para se certificar de que se tratava de âmbar de baleia, Surachet pôs fogo em uma pequena parte da peça. O resultado foi positivo. O material autêntico é inflamável. As informações são da Agência Globo.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios