Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundoTop
Trending

#Vídeo: Bolsonaro grava vídeo tomando cloroquina e lança frase de efeito; “Eu confio na hidroxicloroquina. E você?”

O presidente reconhece que não há eficácia do medicamento contra o coronavírus, mas prefere acreditar na droga

O presidente Jair Bolsonaro publicou um vídeo na tarde desta terça-feira (7) tomando um medicamento que seria um comprimido de hidroxicloroquina contra o novo coronavírus. O ex-capitão diz que tem remédios melhores, mas que confia no medicamento. “Sabemos que nenhum tem a sua eficácia cientificamente comprovada, mas mais uma pessoa que está dando certo”, disse o presidente, que chega a rir antes de tomar o medicamento.

“Então, eu confio na hidroxicloroquina. E você? Valeu, tamo junto”, completou. Segundo Bolsonaro, o medicamento que aparece no vídeo é a terceira dose de hidroxicloroquina que ele toma. “Tô me sentindo muito bem. Tava mais ou menos domingo, mal segunda-feira, hoje, terça, tô muito melhor do que sábado. Então, com toda a certeza, tá dando certo”, disse ainda.

O presidente anunciou nesta terça-feira, em coletiva de imprensa, que o exame de covid realizado por ele trouxe resultado positivo. Na ocasião, ele tirou a máscara de proteção em frente às equipes de TV, expondo jornalistas ao risco. A atitude aumentou a desconfiança nas redes sociais sobre o diagnóstico.

Assista ao vídeo

Associação Brasileira de Imprensa considera que Bolsonaro agiu de forma criminosa
A Associação Brasileira de Imprensa chamou de “criminosa” a atitude do presidente Jair Bolsonaro, que recebeu jornalistas e retirou a máscara durante entrevista concedida, sabendo que estava infectado pelo coronavírus, nesta terça-feira (7).

Em nota divulgada pouco depois do episódio, a entidade também afirmou que vai entrar com uma notícia-crime no Supremo Tribunal Federal contra o presidente. Para a ABI, Bolsonaro infringiu o artigo 131 do Código Penal, que estabelece como ato criminoso “praticar, com o fim de transmitir a outrem moléstia grave de que está contaminado, ato capaz de produzir o contágio”, e o 132, que fala sobre quem expõe “a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente”.

“Não é possível que o país assista sem reação a sucessivos comportamentos que vão além da irresponsabilidade e configuram claros crimes contra a saúde pública”, diz a nota, assinada pelo presidente da ABI, Paulo Jerônimo. Bolsonaro falou com profissionais da TV Brasil, Record e CNN Brasil, na manhã desta segunda, quando anunciou o resultado positivo de seu teste para a covid-19. As informações são do site da Revista Fórum.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios