CidadesCulturaCuriosidadesMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Projeto independente abre diálogo para que a população participe nas tomadas de decisões em Lençóis

O intuito do projeto é mostrar opiniões de pessoas que sobrevivem da renda do turismo e de moradores locais.

No primeiro vídeo do projeto ‘Diga aí, Lençóis’ foi aberto um espaço de diálogo para moradores locais com o objetivo de escutar diferentes opiniões sobre temas transversais do município da Chapada Diamantina. Tendo em vista que a participação popular é de fundamental importância para a construção de uma sociedade mais democrática e diante do atual cenário de pandemia causado pela covid-19, o intuito do projeto é mostrar opiniões de pessoas que sobrevivem da renda do turismo e dos moradores locais.

“Em nosso primeiro vídeo colhemos entrevistas de pessoas que residem e sobrevivem da renda do turismo, seja de forma direta ou indireta. Buscamos mostrar falas sobre o tema polêmico a respeito da reabertura da cidade de Lençóis, ponto de vista e inquietações sobre esse cenário ao qual estamos vivendo, porque entendemos que a participação popular é de fundamental importância para a construção de uma sociedade mais democrática”, aponta organização do projeto, por meio de nota enviada à redação do Jornal da Chapada.

‘Diga aí, Lençóis’ é uma realização independente construída por cinco jovens lençoenses. Fazem parte Jamile Santos (@sun.jams), cantora e estudante de história na UFRB, Michele Nascimento (@michapreta_), produtora audiovisual da TiVi Griô e estudante de pedagogia (Unopar). Além de Ricardo Boa Sorte (@ricardo.boa.sorte.oficial), artista independente e agente cultural formado pelo o Grãos de Luz e Griô. Mirauá Noronha fotógrafa e estudante de Humanidades (Ufba) e Uilami Dejan (@uilami.dejan), produtor audiovisual da TiVi Griô e estudante de história (Unopar).

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios