CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal
Trending

#Eleições2020: Levante Popular da Juventude apoia candidatura de Dani Ferreira para vereadora de Salvador

A candidata ainda usou trecho da nota do Levante para falar da política de mobilidade urbana, que não preza por uma cidade, de fato, integrada, e da crise sanitária que expõe a necessidade do cumprimento de direitos básicos para o povo.

Em defesa da unidade dos movimentos sociais, universidades, escolas e associações comunitárias, o Levante Popular da Juventude declarou seu apoio à candidatura de Danielle Ferreira (PT) para vereadora de Salvador. Nesta quinta-feira (5), o coletivo divulgou uma nota afirmando que “a luta coletiva tem a capacidade de transformar a realidade” e que apoia Dani por “conhecer de perto a sua história de compromisso com as lutas que travamos todos os dias, em busca da nossa sobrevivência e do direito de viver”. De acordo com a nota emitida pelo coletivo, a juventude de Salvador é a mais atingida pela crise econômica, social, política e ambiental que o país passa.

“Somos maioria no trabalho informal, somos quem mais morre no Brasil pela violência e o genocídio, mas também somos uma juventude que possui uma disposição de transformar a realidade e rescrever sua própria história. Educação, emprego, renda, cultura e o direito de viver são direitos básicos para nós, juventude soteropolitana”, destaca a organização. A candidata Dani Ferreira diz que o apoio do coletivo é fundamental nesta reta final de campanha e aponta que a luta pela educação pública, pelo direito à saúde de qualidade, são importantes pautas para a luta diária pela vida das mulheres.

“Salvador é uma das capitais do país com maior índice de feminicídio e temos de criar meios para que isso seja erradicado. O apoio do Levante também nos inspira a ficar ainda mais ao lado do povo nas batalhas que temos enfrentado”. Dani também aponta que a pandemia da covid-19 expõe ainda mais as mazelas da cidade de Salvador, principalmente a respeito do trabalho informal, que é predominante na capital.

A candidata ainda usou trecho da nota do Levante para falar da política de mobilidade urbana, que não preza por uma cidade, de fato, integrada, e da crise sanitária que expõe a necessidade do cumprimento de direitos básicos para o povo. “A pandemia aprofundou os problemas em que vivemos. E o crescimento do ultraconservadorismo representado pelo governo de Jair Bolsonaro, que tem retirado direitos do povo, tem sua expressão na política executada por ACM Neto nos seus dois governos”, finaliza Dani. As informações são de assessoria.

Etiquetas

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios