CidadesCuriosidadesEducaçãoMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Creche municipal é atacada com fezes em Utinga depois de diretora receber carta de ameaça de morte

“Todos os funcionários estão assustados com a situação. Meu marido está me trazendo para trabalhar todos os dias desde a ameaça e continuamos trancando toda a escola com receio de acontecer alguma coisa pior”, diz a diretora da creche.

A Creche Municipal Adi Amorim Menezes Belo, que fica no município de Utinga, na Chapada Diamantina, recebeu uma carta de ameaça de morte destinada à diretora, que preferiu não se identificar, obrigando a gestão da creche a demitir uma das funcionárias, no dia 7 de dezembro. Além disso, a unidade educacional foi atacada com fezes, como mostra vídeo enviado ao Jornal da Chapada.

A carta ameaçadora foi encontrada pela diretora, na entrada da creche, com conteúdo “de baixo calão, usando palavrões e me dando um prazo até o dia 11 de dezembro, para retirar a funcionária, ou então, acabaria comigo e a minha família”, relata a diretora da creche. Ela esta assustada com o conteúdo da carta, que ainda trazia no título a informação que “havia uma arma com cartucho carregado de balas”.

Segundo a diretora, a Secretaria Municipal de Educação foi acionada no dia do recebimento da carta de ameaça e os funcionários da creche seguiram suas atividades, aguardando posicionamento da pasta. Porém, na última sexta-feira (11), quando acabaria o prazo, segundo a carta de ameaça, a diretora chegou para trabalhar na creche e registrou em vídeo o portão de entrada das crianças sujo de fezes.

A mesma, então, foi à delegacia registrar queixa e procurou novamente a Secretaria de Educação, que afirmou à diretora sobre a instalação de câmeras de segurança em torno da creche até a próxima terça-feira (15), além de transferir a funcionária, citada na carta.

Ainda segundo a diretora, “todos os funcionários estão assustados com a situação. Meu marido está me trazendo para trabalhar todos os dias desde a ameaça e continuamos trancando toda a escola com receio de acontecer alguma coisa pior”.

O nome da funcionária citada na carta, permanece em sigilo e o boletim de ocorrência, registrado na sexta-feira (11), na delegacia de Utinga, ainda não está disponível, nem mesmo para a diretora da creche, que recebeu a ameaça, pois a delegada responsável somente estará presente na cidade a partir da quarta-feira (16). O texto foi editado às 21h51, deixando em sigilo o nome das partes envolvidas no intuito de manter a integridade das fontes.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios