CidadesCuriosidadesEconomiaMenu PrincipalTop
Trending

#Chapada: Focos de incêndio são controlados na região, combatentes monitoram áreas e brigadas pedem ajuda

Diferentes incêndios foram controlados na região chapadeira com a atuação de voluntários e de membros do Corpo de Bombeiros Militar.

Durante os últimos dias do mês de março, diferentes focos de incêndio foram combatidos e controlados na região da Chapada Diamantina, por brigadistas e equipes do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA). No entanto, na Serra da Mandassaia, em Lençóis, o fogo mesmo após extinto, retornou na noite da última segunda-feira (29) e a atuação continua para tentar debelar as chamas.

Por volta do meio dia desta terça-feira (30), os bombeiros militares iniciaram o combate ao incêndio florestal na localidade de Sítio do Mato, em Iraquara. O local é de difícil acesso e os militares precisam percorrer um caminho longo pelas trilhas da região.

Já em Serra Cravada, que faz parte do conjunto de serras do Sincorá, o incêndio está controlado. Ainda nesta terça-feira (30), bombeiros militares e brigadistas realizaram combate a alguns pontos quentes por terra, enquanto as aeronaves também jogavam água em locais apontados pelos militares. O monitoramento vai continuar na quarta-feira (31). Confira a situação em cada localidade.

Serra da Mandassaia
O incêndio florestal na Serra da Mandassaia, que tinha sido identificado na noite da última terça-feira (23) e foi combatido na quinta-feira (25), retornou na noite da última segunda-feira (29), mesmo após ser considerado extinto, de acordo com a brigadista da Cifa, Giovana Ribeiro. A área atingida é vizinha à Vila Histórica do Barro Branco, que fica dentro da Apa Estadual Marimbus Iraquara.

Na última quarta-feira (24), o foco estava sendo combatido pelo CBMBA, técnicos do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), Bombeiros florestais das bases de Itaberaba e Lençóis, brigadistas do ICMBio, Brigada Voluntária de Lençóis (BVL) e de Resgate Ambiental de Lençóis (Bral) controlado.

Na ação, duas aeronaves com capacidade de armazenamento de dois mil litros de água contribuíram para reduzir o tempo de combate na ação. Bem como, auxiliaram no combate em pontos difíceis e de arriscado acesso para os profissionais. Após o incêndio ter sido contido na quinta-feira (25), os grupos de combatentes continuaram com o monitoramento para declarar o fogo extinto.

No entanto, nesta terça-feira (30) em entrevista ao Jornal da Manhã, Giovana Ribeiro, a brigadista da Cifa comentou sobre a situação dos incêndios. Segundo ela, na noite da segunda (29), mesmo após ser considerado extinto, o incêndio retornou ao local. Com isso, a BVL foi realizar o combate, no entanto, não há mais informações, visto que os brigadistas não retornaram e estão sem rádio, por falta de equipamentos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Morro do Camelo
Chamas foram identificadas na floresta do Morro do Camelo, no município de Palmeiras, na Chapada Diamantina, no último sábado (27). No domingo (28) a ação do combate ao incêndio florestal ganhou reforços de 34 bombeiros militares, além de brigadistas voluntários e duas aeronaves modelos air tractor do Programa Bahia Sem Fogo, da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema).

Os bombeiros e brigadistas estavam atuando com mochilas costais, pás, foices e enxadas, com o objetivo de evitar que o fogo se propague ainda mais, de acordo com o CBMB. “Podemos dizer que os focos já estão controlados e agora estamos trabalhando com o rescaldo e o acompanhamento do local para evitar que outros pontos voltem a queimar”, contou o subcomandante do 11º GBM, major Murilo Rocha.

Fogo foi apagado por completo no último domingo na região da Cachoeira do Aníbal | FOTO: Divulgação |

Serra da Cachoeira do Aníbal
Em Jacobina, na Chapada Norte, um incêndio atingiu a serra da Cachoeira do Anibal na última quarta-feira (24). Embora não exista detalhes sobre a extensão do incêndio, as chamas também foram controladas.

Serra da Moitinha
Um foco de incêndio atingiu a Serra da Moitinha, no Vale do Capão, em Palmeiras, na Chapada Diamantina, no último domingo (28), por volta das 13h30. A associação dos Condutores de Visitantes do Vale do Capão (ACV-VC) chegou para atuar no combate por volta das 15h e conseguiu debelar o foco na madrugada da segunda (29), após um duro trabalho. No entanto, passaram o dia de ontem (29) monitorando o local.

Fogo na região do Vale do Capão em Palmeiras | FOTO: Divulgação/ACV-VC |

Brigadista relata situação
Segundo Giovana Ribeiro, uma brigadista da Cifa que atua no combate dos incêndios, há a suspeita de que um fazendeiro tenha colocado fogo no Morro do Camelo. “Esse fazendeiro já foi avisado diversas vezes, mas não existe um órgão que vai lá e dá a punição, de fato, para ele”, comentou, no Jornal da Manhã.

“Peço que nas campanhas que estão sendo feitas nas redes sociais, as pessoas colaborem, que elas doem da forma que elas puderem, para que a gente consiga fazer manutenção de equipamentos”, ressaltou a brigadista.

Contribuição
BVL
A Brigada Voluntária de Lençóis (BVL) combate incêndios florestais no Brasil há mais de 20 anos. No entanto, a falta de equipamentos para atuação dos (as) voluntários (as) fizeram com que a brigada pedisse um apelo para esta questão nesta segunda-feira (29).

“Pedimos sua ajuda pra renovar nossos equipamentos e manter a atuação dos voluntários e voluntárias com segurança!!! Colaborando com essa causa você não estará só ajudando a brigada, mais também a natureza que precisa ser preservada!”, afirmou a BVL.

A campanha de uma ‘vakinha online’ é destinada a arrecadação de recursos para a compra de novos equipamentos, mais eficazes e seguros para o trabalho voluntário. “Nossa meta agora é adquirir oito unidades de soprador, um drone, dez pares de rádios comunicadores, enxadas, rastelos, pás, foices e Mcleods”, afirmou, por meio das redes sociais.

Bral
Neste último domingo (28), a Brigada de Resgate Ambiental de Lençóis (Bral), também divulgou formas das pessoas, de qualquer parte do mundo, colaborarem com o trabalho. “Além de recursos financeiros, precisamos frequentemente de equipamentos, alimentação, combustível, entre outros itens para manter nossa entidade bem equipada o ano inteiro”, afirmou a Bral, por meio das redes sociais.

Dados para doação:
Banco do Brasil
Agência: 0251-8
Conta Corrente: 12619-5
CNPJ: 07.087.037/0001-48

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios