CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo
Trending

#Brasil: WhatsApp começa a permitir envio de dinheiro para pessoas; confira aqui o novo serviço

WhatsApp libera transferência de dinheiro no Brasil pelo serviço, mas ainda não para todo mundo.

O WhatsApp começou a permitir desde a última terça-feira (4) que pessoas transfiram dinheiro para outras pessoas, assim como enviam mensagens, áudios, vídeos ou fotos. Não haverá cobrança de taxas, mas a facilidade por enquanto só está disponível para clientes de duas bandeiras de cartões e de nove empresas financeiras do país.

Logo, o serviço de transferência de valores via WhatsApp começou a ficar disponível de maneira imediata para uma pequena fatia dos cerca de 130 milhões de usuários que utilizam a plataforma no Brasil. Posteriormente, a operação começa a ser oferecida para os demais, de acordo com o diretor de operações do WhatsApp, Matt Idema, que não detalhou o percentual de usuários que já conseguem utilizar o serviço.

“Acreditamos que esse serviço vai ser mais impactante nesse momento, de pandemia, em que as pessoas estão isoladas, porque enviar dinheiro de forma digital é mais seguro. Também acreditamos que esse serviço vai ajudar milhões de pessoas que não têm acesso a bancos, porque elas poderão participar do mercado”, disse o diretor.

Segundo Idema, as pessoas com a função já ativada poderão convidar amigos e familiares para utilizar os pagamentos no WhatsApp também. Uma conta habilita o serviço de outras automaticamente ao enviar uma transferência de qualquer valor. A partir daí, o contato que recebeu o dinheiro já terá o serviço automaticamente habilitado. Os bancos que participam da plataforma também poderão convidar seus clientes para se inscrever e usar os pagamentos no WhatsApp.

Bancos participantes
Inicialmente, o serviço será habilitado para usuários do aplicativo com cartões de débito, pré-pago ou combo do Banco do Brasil, Banco Inter, Bradesco, Itaú Unibanco, Mercado Pago, Next, Nubank, Sicredi e Woop Sicredi, com as bandeiras Visa e Mastercard. Como a transação é realizada por meio da plataforma da Cielo, o acesso está aberto para outras empresas interessadas que decidirem se tornar parceiras, segundo o WhatsApp.

Funcionamento
No aplicativo de quem estiver autorizado a fazer a transferência de dinheiro vai aparecer um ícone para transferências entre as opções que surgem quando clicamos no ícone de um clipe, quando queremos enviar fotos ou documento. Além de imagem, áudio, contato, câmera, localização e contato, terá a opção enviar dinheiro. Mas por enquanto, para transferir ou receber dinheiro, a pessoa terá que ter um cartão que seja Visa ou Mastercard de um dos bancos participantes.

As transferências poderão ser feitas com cartões de débito, pré-pagos ou combo participantes, mas não com cartões de crédito. Quem tentar incluir dados de um cartão que não seja de uma dessas bandeiras. Quem tentar incluir dados de um cartão que não seja de uma dessas bandeiras e emitido por um dos bancos participantes não vai conseguir fazer a transação.

Para começar a usar, a pessoa deve adicionar os dados do próprio cartão, escolher a pessoa para enviar o dinheiro e clicar para adicionar a transação. O destinatário verá o pagamento direto na conversa com o remetente. As pessoas precisam de um número de telefone do Brasil para poder enviar ou receber dinheiro no WhatsApp. Somente serão autorizadas transações dentro do país e em moeda local, ou seja, em reais. Nenhuma taxa será cobrada para a ação.

Limites
O WhatsApp estabeleceu limites para os valores que podem ser enviadas por vez e para a quantidade de transações que pode ser realizada em um determinado período de tempo. As pessoas podem enviar até R$ 1.000,00 por transação e receber até 20 transações por dia, com um limite de R$ 5.000,00 por mês. No entanto, os bancos parceiros poderão estabelecer um limite menor para transações.

Segurança e caso de transação feita por engano
Os pagamentos no WhatsApp são habilitados pelo Facebook Pay, empresa autorizada pelo Banco Central a oferecer esse tipo de serviço no Brasil. Segundo o diretor de operações, transferências e pagamentos são protegidos por várias camadas de segurança, como o PIN do Facebook Pay ou a biometria em dispositivos compatíveis.

Cada usuário terá o seu PIN, que será a sua chave de segurança para seus dados. O diretor alertou que em caso de uma transação feita por engano, como o envio de valores para uma pessoa errada, por exemplo, a devolução do dinheiro vai depender da vontade de quem recebeu, pois o sistema não tem como cancelar a transação já finalizada.

Pagamentos para empresas
O WhatsApp ainda não permite a transferência de valores para pagamento de compras. Segundo o diretor de operações da empresa, isso está em análise pelo Banco Central. “Vamos trazer os novos serviços de pagamento em breve”, disse Matt Idema, sem definir prazos.

O executivo comentou o tempo levado pelo Banco Central para autorizar o funcionamento do sistema de pagamentos criado pelo WhatsApp. O serviço chegou a ser anunciado em junho do ano passado, mas foi bloqueado pelo Banco Central e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para análises no mesmo mês. A liberação então só ocorreu no fim de março deste ano.

“Entendemos o tempo que levou para a aprovação dos serviços pelo Banco Central, pelas condições de pandemia e pela coincidência de lançamento do Pix”, disse o diretor do WhatsApp. Jornal da Chapada com informações de Uol

Etiquetas

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios