CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal
Trending

#MaioLaranja: Deputada destaca importância do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Nas redes sociais, a parlamentar tem buscado conscientizar a população da campanha Maio Laranja, além de divulgar "a importância dos mecanismos de denúncia, para que essas pessoas não fiquem na omissão".

Defensora da família na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), a deputada estadual Talita Oliveira (PSL) tem utilizado o seu mandato de forma mais incisiva ao longo deste mês em prol de ações voltadas ao Maio Laranja.

Nesta terça-feira, dia 18, é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Nas redes sociais, a parlamentar tem buscado conscientizar a população da campanha Maio Laranja, além de divulgar “a importância dos mecanismos de denúncia, para que essas pessoas não fiquem na omissão”.

“Abuso não é brincadeira”, escreveu Talita, nas redes. “Em nome da família, vamos ajudar a divulgar os principais canais de denúncia. Em muitas das vezes, a criança ou adolescente não relata o episódio por não compreender ou até mesmo por medo”, continuou. “Em caso de suspeita, não pense duas vezes: disque 100”, acrescentou a deputada.

Talita também é autora do Projeto de Lei nº 23.983/2020, que institui a Política Estadual de Prevenção, Enfrentamento das Violências, Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Estado da Bahia. A matéria visa “garantir a inviolabilidade da integridade física, psicológica e moral de crianças e adolescentes”.

“Uma situação de violência sexual pode ser um marco impeditivo no saudável desenvolvimento de crianças e adolescentes. Nesse contexto, é extremamente importante uma política pública desenvolvida a fim de organizar todos as ações adotadas pelos órgãos públicos competentes, pelas organizações da sociedade civil e demais autoridades públicas, além de trabalho informativo junto aos pais e responsáveis, a sensibilização da população em geral, e dos profissionais da área de educação”.

“Proteger a criança e o adolescente de toda forma de violência é uma responsabilidade da família, precipuamente, do Estado e de toda a sociedade”, ressaltou Talita. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios