CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolíciaTop
Trending

#Chapada: Moradores de Barra do Mendes relembram primeiro crime do ‘serial killer do DF’, Lázaro Barbosa

Lázaro nasceu na zona rural de Barra do Mendes e é procurado pelas polícias do DF e GO.

Os moradores do povoado de Melancia, zona rural do município de Barra do Mendes, na Chapada Diamantina, relembram crimes onde eles identificam Lázaro Barbosa Souza, de 32 anos, como autor. O ‘serial killer do Distrito Federal’, que está sendo procurado por mais de 200 agentes das polícias Militar, Civil e Federal, nasceu na cidade chapadeira e é suspeito de cometer homicídios em série na Bahia, Goiás e Distrito Federal.

Segundo os vizinhos, o primeiro crime cometido por ele foi em novembro de 2008, quando Lázaro atirou em um homem que tentou evitar que ele cometesse um estupro. O lavrador José Carlos, conhecido como Carlito, ao escutar os gritos de uma vizinha, foi até o local, mas ao chegar no imóvel e questionar o motivo da violência, foi morto por Lázaro, sendo atingido no peito.

“Ele [Lázaro] estava com uma espingarda na mão, só fez encostar a arma no peito dele [de Carlito] e disparou à queima-roupa. No momento que eu saí para chamar meu irmão e avisar a mãe, eu escutei o tiro. Era bem próximo. Saí correndo e ele tinha fugido. Só fiz pegar ele [Carlito], botar no carro e levei para o hospital, mas chegou lá quase sem vida”, disse o irmão da vítima, Pedro Oliveira.

A vizinha Adriana, que sofreu a tentativa de estupro, está traumatizada com o caso desde que foi violentada, segundo o seu pai, José Sales. “Ela me perguntou: Meu pai, será que esse homem ainda vai vir aqui pra Bahia? Eu estou aqui assombrada”, diz José.

De acordo com a Polícia Civil da Bahia, Lázaro chegou a ser preso em 2007, por duplo homicídio, após se apresentar na delegacia. Mas, 10 dias depois, fugiu da unidade e passou a ser considerado foragido desde então. Jornal da Chapada com informações de G1

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios