Eduardo Campos e Mario Negromonte são apontados por ex-diretor da Petrobras como participantes de esquema

mario

O conselheiro do Tribunal de Contas do Município (TCM), Mário Negromonte (PP), é citado por doleiro | FOTO: Reprodução |

O ex-deputado da Assembleia Legislativa (Alba) e recém-empossado conselheiro do Tribunal de Contas do Município (TCM), Mário Negromonte (PP), é apontado pela Revista Veja, da edição desta semana, como um dos nomes vazados pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa na delação premiada.

Preso em março pela Polícia Federal, sob a acusação de participar de um mega esquema de lavagem de dinheiro comandado pelo doleiro Alberto Youssef, o ex-diretor de Abastecimento e Refino elencou outros nomes muito conhecidos pela política brasileira que participaram do esquema investigado pela Operação da Polícia Federal Lava Jato, a partir de contratos realizados na estatal. Entre eles, estão os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), além do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB-MA).

Do Senado, Ciro Nogueira (PI), presidente nacional do PP, e Romero Jucá (PMDB-RR), o eterno líder de qualquer governo, o petista Cândido Vaccarezza (SP) e João Pizzolatti (SC). Entre os governadores delatados, estão o presidenciável morto em um acidente aéreo Eduardo Campos (PSB), Sérgio Cabral (PMDB), ex-governador do Rio de Janeiro, e Roseana Sarney (PMDB), atual governadora do Maranhão. Extraído do Bahia Notícias.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

1 Comentário Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.