Pular para a barra de ferramentas
AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Chapada: MP e Jacobina firmam acordo para regularizar licenciamento e fiscalização ambientais

jacobina
Segundo o promotor Pablo Almeida, com o cumprimento do TAC, Jacobina “terá condições de voltar a licenciar atividades de impacto local” | FOTO: Reprodução |

O Ministério Público estadual e o Município de Jacobina firmaram ontem, dia 28, Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) em que a Prefeitura se compromete a implementar e regularizar o Sistema Municipal de Meio Ambiente (Sismuma). Proposto pelo promotor de Justiça Regional Ambiental Pablo Almeida, o Termo prevê a regularização da Lei da Política Municipal de Meio Ambiente (PMMA), do órgão ambiental municipal, do Conselho Municipal de Meio Ambiente, do Fundo Municipal do Meio Ambiente, do licenciamento e da fiscalização ambientais. O Município deverá também encaminhar à Câmara de Vereadores projetos de lei para adequação da PMMA, observando-se as disposições da Lei Complementar 140, de 2011. O descumprimento de qualquer um dos compromissos assumidos pelo Município implica na aplicação de multa diária no valor de R$ 1 mil por cada cláusula desrespeitada.

Segundo o promotor Pablo Almeida, com o cumprimento do TAC, Jacobina “terá condições de voltar a licenciar atividades de impacto local, as quais se encontram suspensas por recomendação do MP acatada pela Prefeitura”. No último dia 16 de dezembro, ele recomendou que o licenciamento municipal fosse suspenso e assumido pelo Estado até a devida estruturação e capacitação ambientais de Jacobina. A recomendação e o TAC se basearam em informações de relatório analítico elaborado pela Câmara Temática do Sistema de Meio Ambiente do Centro de Apoio do Meio Ambiente e Urbanismo (Ceama), coordenada pela promotora de Justiça Luciana Khoury. As informações são do site do MP-BA.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios