Governo baiano autoriza o início das obras do BRT em Feira de Santana

Postado em jun 29 2015 - 1:01pm por Jornal da Chapada
foto

O governador Rui Costa com o prefeito José Ronaldo e o ministro Kassab | FOTO: Carol Garcia/GOVBA |

As obras para a construção do BRT (Bus Rapid Transit) de Feira de Santana foram iniciadas na manhã desta segunda-feira (29), após assinatura de ordem de serviço realizada pelo governador Rui Costa e pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab, em evento no bairro de Sítio Novo. O modal, que tem previsão de término para janeiro de 2017, deve beneficiar 56 mil passageiros que atualmente utilizam o serviço de ônibus.

Para Rui Costa, o BRT vai trazer melhorias na qualidade de vida da população. “Considero muito positiva a implementação do BRT. Com ele, as pessoas vão perder menos tempo no trânsito e ter mais tempo para suas atividades. Sem contar que terão mais conforto e segurança com o novo modal”, destacou Rui.

O BRT contará com dois corredores – João Durval, com 4,8 quilômetros de extensao, e o Corredor Getúlio Vargas, com 4,45 quilômetros, totalizando 9,25 quilômetros que vão ligar três terminais, também parte do projeto. Ao todo, vinte ônibus especiais, com acessibilidade, GPS, ar-condicionado e com capacidade para atender até cem passageiros, por viagem, vão circular pelos corredores exclusivos. A construção do empreendimento conta com um investimento de aproximadamente R$ 87 milhões, financiados pela Caixa Econômica Federal.

Segundo o ministro Gilberto Kassab, o BRT é mais uma obra que é resultado da parceria entre os governos estadual e federal com o município de Feira de Santana. “A responsabilidade do Governo Federal é com os mais necessitados. Temos o entendimento de que se o Governo não estiver próximo aos municípios, as grandes obras, como a do BRT, não seriam possíveis. Um bom exemplo é no campo da habitação com o Programa Minha Casa, Minha Vida, que aqui em Feira [de Santana] já entregou 39 mil unidades habitacionais contratadas”, lembrou Kassab.

De acordo com o secretário municipal de Trânsito e Transporte, Ebenezer Tuy, com a construção do BRT, toda a cidade será interligada. “Já temos os terminais do Norte, Sul e Central. Depois da obra concluída vamos ter mais três, que serão fundamentais para que a acessibilidade melhore em Feira de Santana”, explicou. Para a feirense Vilma Soares, a principal reclamação da comunidade atualmente é a falta de agilidade do transporte. “Com o BRT, a população não vai ter mais esse problema e vai passar a ter economia de tempo, segurança e conforto na cidade”, afirmou.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.