Chapada: Estudantes de colégio estadual em Nova Redenção protestam pelo retorno da diretora

Postado em jul 27 2015 - 11:51am por Jornal da Chapada
foto 1

Os estudantes do Colégio Estadual Edilson Joaquim dos Santos, em Nova Redenção, querem a volta da diretora | FOTO: Claudionnor Júnior/Ascom Educação |

Os alunos do Colégio Estadual Edilson Joaquim dos Santos, no município de Nova Redenção, na Chapada Diamantina, reivindicam o retorno da diretora Eletícia Machado da Silva de Jesus. Segundo os estudantes, “a retirada do cargo de diretora foi uma manobra política, numa atitude irregular e antidemocrática” da atual prefeita Ana Guadalupe (PSD). Em texto enviado ao Jornal da Chapada, eles falam da importância do papel de Eletícia no cargo para mudanças no comportamento educacional e dos estudantes, e pedem a abertura de diálogo para que seja garantido o direito da escolha da diretoria.

“Ficamos chocados com uma atitude irregular ocorrida em nosso colégio, foi removida do cargo de diretora Eletícia Machado da Silva de Jesus, sem ao menos comunicar aos pais, ou responsáveis e nem aos alunos, nos deixando sem explicação para tal decisão. Sabemos que desde que a Eletícia assumiu a direção de nosso colégio, ocorreu-se várias mudanças, tanto de comportamento dos estudantes, quanto de comportamento educacional, ocorreu também a diminuição do número de estudantes que desistiam antes de completar o ensino completo. Nós estudantes temos apenas uma conclusão sobre isso. Política, ou melhor politicagem, dentro do leito da educação”, aponta trecho de texto enviado para a imprensa.

Os estudantes do Colégio Estadual Edilson Joaquim dos Santos reclamam ainda que não tiveram direito de optar sobre o assunto. “Ficamos sabendo que a prefeita, que nem se quer comparece em nosso colégio, está envolvida nessa questão e que foi ela que correu atrás para tirar Eletícia Machado da diretoria para a vice-diretoria. Estamos sim revoltados, e queremos deixar bem claro de que essa atitude causará transtornos irrecuperáveis no colégio. Devemos sempre ir em busca de nossos direitos, estamos protestando para que todos saibam o que está ocorrendo dentro de nossa escola”.

Tecendo críticas a atual gestora Ana Guadalupe, os estudantes ainda pedem atenção da prefeita antes de tomar decisões sobre diretores e funcionários. “Compareça e assista uma aula, merende conosco, participe de reuniões, seja capaz de propor algo de bom para nós estudantes, só assim a senhora terá argumentos para poder tirar cargos ou fazer mudanças”. Para o estudantes do colégio, na hora de prefeito, governador, deputado pedirem votos todos os adolescentes com mais de 16 anos servem para votar, mas na hora que querem optar por uma causa são tratados como crianças.

“Nós não somos mais crianças, e temos total noção do que queremos, sabemos que as leis são para todos, não estamos sendo obrigados ou mandados, estamos agindo por vontade própria, e não vamos parar até que nos dê a voz de uma mudança justa. Deixamos claro que nosso protesto não é contra Josieliton [o vice-diretor, que agora está assumindo a direção do colégio], e sim contra a forma como as coisas acontecem em nosso município”.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

1 Comentário Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.