Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Chapada: População reclama de obra construída por Dinho em Boa Vista do Tupim e Gidu promete solução

foto
A degradação da área foi flagrada com patos silvestres nadando no lago de dejetos sem tratamento | FOTO: Jornal da Chapada |

Uma equipe do Jornal da Chapada visitou o município de Boa Vista do Tupim, na Chapada Diamantina, na última segunda-feira (3), para apurar denúncias feitas pelos moradores da Rua Presidente Juscelino Kubitschek, no Bairro Alto do Matadouro. De acordo com eles, os transtornos causados pela Estação de Tratamento de Esgotamento Sanitário, construído no município na gestão do ex-prefeito Helder Lopes Campos, o Dinho, têm incomodado cotidianamente. Segundo os moradores, os recursos utilizados no processo de saneamento básico construído pela gestão anterior, em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), órgão executivo do Ministério da Saúde, na época do ministro José Serra (PSDB), prometia beneficiar 60% da cidade, mas não foi o que aconteceu.

Atualmente, a realidade mostra que as necessidades para a despoluição do local não foram tomadas. E se considerar a situação de Boa Vista do Tupim no setor de atenção básica, o caso piora. O município tem hoje 21 mil habitantes, segundo o Sistema de Informação de Atenção Básica (Siab) e só 56 residências despejam efluentes produzidos nos esgotos domésticos, ou seja, apenas 0, 94% das residências do município. Cerca de 71% da população ainda se valem de fossas sépticas, e 27,96% convivem com esgotos a céu aberto.

Segundo informações, a estação construída funciona por meio de bombeamento, porém, quando não é feito o bombeamento dos efluentes (líquidos e gasosos produzidos nos esgotos domésticos), acontece o acúmulo de resíduos sólidos e o mau cheiro é insuportável. Sem falar que quando acontece o bombeamento, os resíduos são lançados no meio ambiente, causando danos irreparáveis à fauna e à flora. Os danos causados pela obra são tantos que o local ficou conhecido popularmente de ‘pinicão’.

Durante a visita, a equipe do Jornal da Chapada avistou um lago a céu aberto e o odor chegava a longas distâncias. O lago também é cercado por lixo e entulhos, provavelmente jogados por moradores da cidade. Em estimativa, calcula-se que residem no logradouro cerca de 52 famílias que sofrem com o mau cheiro e clamam por providências do atual prefeito do município, João Durval Passos Trabuco, o popular Gidu do PT.

A dona de casa Josefa de Jesus, moradora da Rua Presidente Juscelino Kubitschek há mais de 30 anos, diz que a situação é insustentável. “O esgoto fede muito e tem noite que a gente não consegue nem dormir devido ao mau cheiro e as muriçocas”. Já dona Jaciara Pereira de Arruda, moradora da área há mais de sete anos, disse que se a prefeitura fizer o bombeamento, o mau cheiro alivia, mas não resolve. “Porque os efluentes são jogados na natureza, contaminando inclusive um tanque que existe na região”.

foto5
Prefeito pretende levar o caso à Funasa e solicitar um sistema de saneamento básico para a região do município afetada pela degradação | FOTO: Jornal da Chapada |

Saúde e meio ambiente
Atualmente existem leis que exigem da administração pública a adoção de princípios sustentáveis, mudanças de atitudes e de práticas, minimizando os impactos sociais e ambientais advindos das ações cotidianas atinentes à administração, principalmente na gestão adequada dos resíduos. Partindo dessa premissa, a atual gestão da prefeitura de Boa Vista do Tupim já é referência no destino final do lixo, na construção de sistemas de abastecimento de água, e também na prevenção e controle de doenças e agravos ocasionados pela falta ou inadequação nas condições de saneamento básico como a dengue.

“Impressionante como nada que foi feito nas gestões do PSDB prestou. Agora estamos com mais esse desafio que é dar para a população de Boa Vista do Tupim o sistema de esgotamento sanitário que a região precisa e merece, com responsabilidade socioambiental e sustentabilidade. Para tanto, vamos solicitar da Funasa a construção de um verdadeiro sistema para o município”, declara o prefeito.

Ciente de que a administração pública deve cumprir e ser responsável pelas políticas públicas que beneficiam o povo, o prefeito petista está fazendo um levantamento da obra para levar o diagnóstico até à Funasa, em Brasília. Confiante na resolução também desse problema que afeta Boa Vista do Tupim há mais de 12 anos, Gidu ainda solicitou arquivos do Jornal da Chapada, que anunciou a obra na época para compor seu relatório.

Arrastão da Conscientização
Preocupada com o bem-estar da população, no mesmo dia da visita do Jornal da Chapada à Estação de Tratamento de Esgotamento Sanitário (pinicão), a prefeitura municipal, por meio da Vigilância Epidemiológica, agentes comunitários de saúde e estudantes do Colégio Abraham Lincoln realizaram o Arrastão da Conscientização. O objetivo da ação foi combater os mosquitos transmissores da dengue, chikungunya e zika vírus. Os profissionais percorreram as ruas do centro da cidade, levando conhecimentos com panfletos informativos. “Sempre realizamos ações como esta para alertar a população sobre os cuidados que todos devem ter em suas casas, ruas, bairros e cidade”, conta o coordenador de endemias de Boa Vista do Tupim, Cledino Ferreira.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios