CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Chapada: Familiares produtores de café especial em Piatã são premiados em concurso nacional

foto5
Produtores de Piatã, na Chapada Diamantina, ocuparam as duas primeiras posições do concurso; no total, o certame teve 22 vencedores, de sete regiões produtoras do Brasil | FOTO: Reprodução/Rural Centro |

Dois cafés produzidos no município de Piatã, na Chapada Diamantina, levaram o prêmio de primeiro e segundo lugar no concurso Cup of Excellence – Pulped Naturals 2015. Com 91,22 pontos na escala de 0 a 100 do concurso, o campeão foi o café produzido por Antonio Rigno de Oliveira na Chácara São Judas Tadeu. O lote superou as outras 44 amostras finalistas, de um total de 364 inscritas, e obteve a chancela de café presidencial por obter nota superior a 90 pontos.

Também considerado um café presidencial pelo júri internacional, o segundo colocado foi o do produtor Cândido Vladimir Ladeira Rosa, campeão do concurso em 2009 e 2014, também de Piatã, com seu lote avaliado em 90,03 pontos. O concurso foi realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), a Alliance for Coffee Excellence (ACE) e com patrocínio do Sebrae.

No total, o principal concurso de qualidade para café cereja descascado e/ou despolpado do Brasil teve 22 vencedores, que representam sete origens produtoras do país: Indicação de Procedência da Mantiqueira de Minas; Chapada Diamantina, na Bahia; Indicação de Procedência do Norte Pioneiro do Paraná; Montanhas do Espírito Santo; Sul de Minas Gerais; Matas de Minas Gerais; e Média Mogiana, em São Paulo.

Leia também:
Cafés especiais da Chapada Diamantina voltam a concorrer prêmio nacional em outubro

Para o campeão do concurso, que é sogro do segundo colocado Cândido Rosa e da 12ª colocada Zora Yonara Macedo Pina Oliveira, produtora no sítio Tijuco, também em Piatã, o destaque que a família vem obtendo no Cup of Excellence se deve ao fato de a região possuir um excelente microclima e seus cafés serem plantados em uma altitude superior a 1.200 metros.

foto5
O café produzido por Antonio Rigno de Oliveira (segundo à esquerda) na Chácara São Judas Tadeu sagrou-se o campeão do concurso | FOTO: Reprodução/BSCA |

“Mas não é só isso. Temos também uma equipe pequena, de 15 colaboradores, que trabalha conosco nas três propriedades ao longo de todo o ano e que é responsável por grande parte desse sucesso. Desde a nossa primeira conquista no Cup fizemos questão de dividir o resultado: cada um dos colaboradores ganhou uma moto. Este ano, a depender do resultado do leilão, o prêmio será ainda melhor”, revela Antonio Rigno, responsável pelo processo produtivo da família.

A partir de agora, os olhos dos principais compradores de café especial do mundo se voltarão ao Brasil, em especial no dia 1º de dezembro, data em que irão a leilão os 22 vencedores do Cup of Excellence – Pulped Naturals 2015. O pregão será realizado via internet e, historicamente, registra preços pagos aos produtores muito superiores aos praticados no mercado convencional.

O presidente da BSCA, Silvio Leite, recorda que o Brasil é o maior e mais sustentável produtor de café do mundo. “Nesse sentido, a atuação da BSCA junto com a Apex-Brasil, a ACE e o Sebrae no Cup of Excellence é fundamental para que os compradores e degustadores internacionais conheçam a sustentabilidade de nossa produção, com respeito ao meio ambiente e ao social, tomem ciência de nossa diversidade e da qualidade dos cafés que oferecemos, fatores que, unidos, fazem do Brasil a nação do café”, completa. Jornal da Chapada com informações do BSCA.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios