Rui lança campanha de valorização da escola pública e anuncia salas de cinema em colégios

Postado em fev 17 2016 - 2:00pm por Jornal da Chapada
foto6

O governador Rui Costa durante evento do governo estadual | FOTO: Manu Dias/GOVBA |

“A base de uma sociedade democrática é uma escola pública de qualidade”, afirmou o governador Rui Costa durante a aula inaugural que marca o início do ano letivo na rede estadual de ensino, na manhã desta quarta-feira (17). No evento, realizado no Centro Educacional Carneiro Ribeiro (Escola Parque), em Salvador, Rui lançou a campanha “Eu amo a Escola Pública”, destacando a importância da participação de todos para melhorar a qualidade do ensino, e anunciou que pretende garantir a instalação de salas de cinema nos colégios estaduais até o final deste ano.

O governador disse que as escolas públicas do estado devem se constituir em “local de acesso à cultura e ao conhecimento, e, por isso mesmo, precisam estar abertas à família e à comunidade”. Ele destacou que o projeto de salas de cinema nas escolas será executado pelas secretarias estaduais da Educação e Cultura.

Sobre a campanha “Eu amo a Escola Pública”, que integra o programa “Educar para Transformar”, Rui ressaltou a importância da participação de todos para melhorar a qualidade do ensino no estado. “Esta é a oportunidade que os jovens de famílias simples têm de sonhar e construir o futuro”, disse Rui, lembrando que em toda a sua trajetória de aprendizado sempre estudou em instituições públicas. “Já visitei quase 150 escolas e o que nós estamos buscando reafirmar é a nossa paixão, o nosso pacto pela educação. Se todo mundo se juntar, nós vamos fazer a cada dia uma escola pública melhor. Nós vamos fazer nosso jovem sonhar e construir o futuro do nosso país”.

Combate ao Aedes
Na aula inaugural, que também teve a presença dos secretários da Educação, Osvaldo Barreto, e da Cultura, Jorge Portugal, foram apresentadas ações de combate ao Aedes Aegypti, com objetivo de mobilizar estudantes, professores, gestores e toda a comunidade estudantil em diferentes ações que visam envolver todos na luta contra o mosquito.

Foram distribuídas cartilhas informativas com orientações sobre o mosquito e sobre as doenças transmitidas por ele: a dengue, a zica e a chikungunya. Oficinas também serão realizadas nas unidades escolares para que professores e, principalmente, os estudantes atuem na escola, em suas casas e nas comunidades onde moram, contribuindo com a prevenção e o combate ao mosquito.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.