CidadesCuriosidadesMenu PrincipalSaúde

Fábio Souto quer imunizar população baiana contra gripe H1N1

sputo
Para o democrata, a antecipação da campanha reduzirá as complicações e as internações decorrentes das infecções causadas pelo vírus | FOTO: Reprodução |

Diariamente assistimos notícias sobre o aumento na procura pela vacina da gripe H1N1, também conhecida como influenza A, nos laboratórios particulares. A rede pública de saúde oferece a dosagem, gratuitamente, aos grupos considerados mais vulneráveis, mas a campanha nacional só está prevista para iniciar 30 de abril. Preocupado com o surto antecipado e pensando na saúde dos baianos, o deputado estadual Fábio Souto (DEM) apresentou uma Indicação ao chefe do Executivo e ao secretário de Saúde, solicitando a antecipação da campanha no Estado. De acordo com o parlamentar, o aumento dos casos no Brasil é preocupante. Desde o início do ano até dia 26 de março foram contabilizadas 444 ocorrências de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) e 71 mortes. Na Bahia, duas mortes já foram registradas. Esse quadro chama atenção para que as autoridades de saúde adotem providências imediatas.

“Os números alarmantes de casos registrados em todo o país, e a concentração de casos no final de 2015 e início desse ano, são considerados anormais frente aos números dos anos anteriores. Em todo o ano passado, houve 141 casos e 36 óbitos. O vírus H1N1 surgiu antes da hora e chegou mais violento este ano: quase 50 pessoas já morreram no Brasil, dez a mais que no ano passado inteiro. O número de casos mais do que dobrou e já atinge seis estados”, alertou Souto.

Para o democrata, a antecipação da campanha reduzirá as complicações e as internações decorrentes das infecções causadas pelo vírus na população-alvo, como gestantes, idosos e pessoas com morbidades, as quais têm mais risco de adoecer. Além disso, também é uma forma de combater diretamente qualquer tipo de surto na Bahia, salvaguardando a população baiana. “Considero extremamente importante imunizarmos antecipadamente os baianos correlacionados aos grupos de risco. Por este motivo sugiro ao Governo do Estado que estude todos os pontos, vetores viáveis e necessários para a implantação imediata desta importante ação, já agora, nos primeiros dias do mês de abril/2016”, declarou o deputado.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios