Social: Monsenhor José de Souza Neiva, “O Jequitibá”

Postado em set 13 2016 - 2:58pm por Jornal da Chapada
foto67

Presença marcante do casal Jorge e Yara Andrades, fieis às obras religiosas e sociais da Paróquia de Cruz das Almas | FOTO: Reprodução |

No último domingo (11) os fiéis da Paróquia Nossa Senhora do Bom Sucesso, do município de Cruz das Almas, viveu um momento de emoção com a realização da Caminhada Ecológica rumo à reserva florestal “Mata de Cazuzina”, localizada nos arredores do município. A Caminhada Ecológica em defesa do Meio Ambiente, especialmente da Campanha de Fraternidade – 2016, cujo tema é “Casa comum, nossa responsabilidade”, fez parte dos festejos em homenagem à Padroeira que este ano tem como tema: “Nossa Senhora do Bom Sucesso, Mãe do Amor e da Misericórdia”, cujo novenário começou no dia 6 e vai até o dia 15 de setembro.

A Caminhada Ecológica nasceu de uma incitativa do Pároco, o Pe. Joelson Andrade com o objetivo de inaugurar uma placa em um pé de Jequitibá que foi plantado na reserva florestal “Mata de Cazuzina” no dia 11 de abril, como tributo ao Mons. José de Souza Neiva, que foi intitulado “O Jequitibá”. Para quem não sabe, “o Jequitibá”, ou jequitibá Cariniana spp, é uma espécie de árvore da Floresta Atlântica, considerada a mais exuberante de todas, e a muda da árvore foi dada ao Mons. José de Souza Neiva pelos Servidores da extinta EBDA no dia 9 de abril de 2007, quando este realizou seus 90 anos.

No momento do “descerramento da placa” a emoção tomou conta de todos que ali estavam, principalmente, do ancião religioso. Muito emocionado Mons. Neiva proferiu sabias palavras, peculiares ao seu rico vocabulário, acumulado nesses quase 100 anos de vida, ao Pé da Cruz de Jesus Cristo, na condução de seus rebanhos, frentes as diversas Paróquias por onde passou, inclusive, a de Nossa Senhora do Rosário com sede em Itaberaba, além, de Sapeaçu, e por fim, Cruz das Almas. Após a cerimônia, os fieis realizaram também o plantio de outras espécies de árvores na área ao lado da Mata de Cazuzinha, objetivando a recomposição da Mata na sede da extinta gerencia da EBDA, atualmente SETAF.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.