Chapada: Comerciantes, empresários, amigos e clientes prestigiam reabertura da Loja Discultura

Postado em set 21 2016 - 9:03pm por Jornal da Chapada
foto4

Francisco Queiroz e seu pai João Gilberto Queiroz ladeados por amigos, comerciantes e empresários de Itaberaba | FOTO: Jornal da Chapada |

O município de Itaberaba e região da Chapada Diamantina foram presenteados com a nova Loja Discultura, que reabriu suas portas, na última segunda-feira (19), com uma recepção para amigos, clientes, comerciantes, empresários e parentes da família que gere o espaço comercial. Como publicado pelo Jornal da Chapada (veja aqui), a Discultura é uma empresa consolidada no comércio de Itaberaba e uma referência na Chapada Diamantina. Fundada por João Gilberto Carneiro Queiroz (Gilbertinho) em sociedade com seu irmão Amadinho (in memória), em 2 de março de 1971, a Discultura começou vendendo discos de vinil e passou por diversas modificações.

Agora, no auge dos seus 45 anos, a Discultura vem sendo gerida pelo filho de Gilbertinho, o administrador de empresas Francisco Queiroz, o popular Chiquinho da Discultura. “Nunca tivemos dúvidas do potencial de Itaberaba, estudamos muito para saber que nosso município possui uma grande disposição para ser o Polo Comercial da Chapada Diamantina. Os nossos comerciantes precisam ter essa visão, que já foi enxergada por redes de grandes Lojas que implantaram filiais na cidade. Quem não se adequar aos novos tempos, quem não buscar oferecer novos serviços com qualidade e comodidade vai ficar pra trás”, salienta Chiquinho, em conversa com o Jornal da Chapada.

Ainda conforme o empresário, a Discultura investe tudo que ganha em Itaberaba. “Para ter uma ideia, a Discultura gera hoje 72 empregos diretos, tivemos um aumento considerável já que antes eram 48. Com essa Loja estamos retribuindo o carinho que a população de Itaberaba e da região tem por nós, nos dando sua preferência. Essa nova estrutura não é um sonho nosso, é de Janete Freitas [68], nossa primeira funcionária, é de toda região, precisamos nos unir em favor do desenvolvimento tanto de Itaberaba quanto da Chapada Diamantina”, completa Queiroz.

foto7

Na nova Discultura, o cliente dispõe de uma completa linha de móveis em 10 vezes sem juros | FOTO: Jornal da Chapada |

Discultura de cara nova
A nova Loja Discultura está instalada em um prédio moderno com três pavimentos e área construída de 6 mil metros quadros, possui acessibilidade, três elevadores (clientes, funcionários e carga) e é totalmente climatizada, além de dispor de um estacionamento para 25 vagas, com entrada pela Avenida Rio Branco. No primeiro piso, a loja dispõe de uma completa área de utilidades, com seções de jardinagem, ‘faça você mesmo’, brinquedos, áudio e vídeo, informática e eletros.

No segundo piso, há uma ampla seção de móveis de marcas consolidadas no mercado, inclusive, cozinhas planejadas, além de uma livraria com mais de três mil títulos de diversas categorias, como livros didáticos, infantis, fotografias, autoajuda, filosofia, romances e ficção. Neste espaço, foi projetado também uma brinquedoteca e um Espaço Cultural, onde poderá ser realizado lançamentos de livros, vernissages e outros eventos culturais.

Ainda no segundo piso, há postos de atendimento dos bancos Itaú, Bradesco e Banco do Brasil, tudo com segurança, já que a nova loja possui avançado sistema de monitoramento com câmaras. A Discultura ainda dispõe de estande de instrumentos musicais, e uma cafeteria da Três Corações – que ficará aberta das 8h às 20h, acompanhando o novo horário de funcionamento da loja. “Achei ótima a iniciativa de implantação dos serviços bancários, pois além de oferecer melhor comodidade ao cliente, prestigia o cidadão ao desafogar as filas nos bancos”, declara Edmar Tavares dos Santos (66), policial militar aposentado – que inaugurava o banco de serviços implantado na nova loja.

foto23

O empresário Gilson Couto, do Grupo Flor da Chapada, ressaltou a importância da nova loja para a região chapadeira | FOTO: Jornal da Chapada |

Para o sócio fundador João Gilberto Carneiro Queiroz (Gilbertinho), a sensação é de dever cumprido de um trabalho que foi realizado com seriedade e honestidade. “Nos momentos que pareciam difíceis lutamos, superamos, afinal, somos como os nordestinos, que envergam, mas não quebram. Por isso estamos aqui hoje, felizes e realizados com a família criada. Então, só nos resta agradecer a Deus por tudo”, declarou Gilbertinho, que recepcionava todos acompanhado da esposa Ana Maria.

Diferencial da Discultura
O ótimo atendimento e a valorização do cliente faz o diferencial da Discultura, que ao longo do tempo mantém seus clientes com fidelidade. Para o advogado Ilson Azevedo foi gratificante participar da inauguração, pois trouxe boas recordações de sua infância, quando comprou seu primeiro brinquedo na loja.

“Ouvindo o discurso de Gilbertinho na solenidade inaugural, viajei no tempo e lembrei que foi na Discultura onde comprei, na década de 70, o primeiro brinquedo com meu próprio dinheiro. Eu tinha 10 anos e fiz a compra acompanhado do meu irmão. Lembro como se fosse hoje, era uma Batalha Naval. Na época fomos atendidos pelo Amadinho, irmão e sócio de Gilbertinho, que infelizmente, fisicamente, não estar mais entre nós. O tratamento nos dado à época mostra o carinho que a Discultura tem pelo seu cliente, independente da idade ou classe social e que vem buscando se aperfeiçoar ao longo desses anos no mercado de Itaberaba e região”, conta Azevedo que, na oportunidade, desejou sucesso e vida longa para todos que representam a Loja Discultura.

Durante a inauguração, parceiros, empresários, comerciantes e representantes de instituições financeiras, também falaram sobre a nova Discultura. Todos apostam na vocação comercial de Itaberaba, que é um município polo para onde convergem todos os municípios da Chapada Diamantina. Jorge Antonio Bagdave de Oliveira (Superintendente do Banco do Nordeste na Bahia), Cal Fernandes (Boi Gordo), Gilson Couto (Grupo Flor da Chapada) e Boaventura (Móveis Capri), todos participaram do evento.

foto68

A população da Chapada Diamantina conta com uma variedade enorme de equipamentos eletrônicos, instrumentos musicais e muito mais | FOTO: Jornal da Chapada |

“Estão de parabéns todos que representam a Discultura, essa loja vai fortalecer ainda mais o comércio de Itaberaba. Com essa estrutura, estoque e facilidade de pagamento, toda a população da Chapada Diamantina comprará em Itaberaba. Desejo prosperidade à Loja Discultura e que outras lojas do tipo venham para o comércio de Itaberaba”, comenta Cal Fernandes.

Já o empresário Gilson Couto, proprietário do Grupo Flor da Chapada, também deu sua opinião sobre a nova Discultura. Couto vem apostando no potencial do comércio de Itaberaba, inaugurou recentemente o Hotel Flor da Chapada e já está reformando o Supermercado Flor da Chapada, que no futuro vai dispor de estacionamento próprio.

“Nós que estamos no marcado de Itaberaba temos o dever de prestigiar empreendimentos como esse que mostra o quanto acreditamos no potencial de nosso município. Estão de parabéns todos que fazem a Discultura, eu mesmo, não conheço em Salvador uma loja desse porte, principalmente com esse mix de variedades”, revela Gilson Couto.

A nova Loja Discultura de Itaberaba fica na Praça Flavio Silvany, número 50, e funciona com novo horário, ficando aberta de segunda a sexta-feira das 8h até as 20h, e aos sábados das 8h até as 14h.

Jornal da Chapada

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.