Chapada: MP vai investigar prefeito de Mundo Novo por ‘áudio’ polêmico com fornecedor

Postado em set 21 2016 - 4:10pm por Jornal da Chapada
prefeito

O atual gestor do município, Luzinar Gomes Medeiros | FOTO: Reprodução |

O caso em que um fornecedor cobra débitos de campanha ao prefeito de Mundo Novo, na Chapada Diamantina, Luzinar Gomes Medeiros (PSD), será investigado pelo Ministério Público Estadual (MP-BA). O fato foi denunciado pelo site Bahia Notícias (ver aqui). Além de Luzinar, o MP também vai apurar a responsabilidade do empresário Jamerson Silva Araújo, o “Jam Detalhe”. Na gravação, compartilhada via WhatsApp, o fornecedor se queixa a Luzinar Medeiros, conhecido como “Galêgo”, de não ser reembolsado em gastos da campanha apoiada pelo prefeito. Em um trecho do áudio, Jamerson chega a sugerir que a restituição do dinheiro cobrado seria feita por notas de verbas da “educação” e da “saúde”.

“Tô tentando ajeitar de todas as formas. Ligo para um, ligo para outro, ninguém consegue resolver. Aí, agora as notas da educação, já estou resolvendo. Tudo bem. Mas as da saúde, dava pelo menos um paliativo pra (sic) gente aqui. Pelo menos, pagar o material gráfico. Eu já paguei R$ 16 mil para vocês. Tirei do meu, porra (sic), livre para você me pagarem com dinheiro que eu já vendi e entreguei o material. Eu só quero receber o que é meu. Pegando o meu dinheiro de novo botando na campanha, e aí uma sacanagem dessa. Pelo amor de Deus. Tenha consciência aí”, diz Jamerson em um trecho do áudio. A denúncia será investigada pela Promotoria de Justiça de Mundo Novo e foi publicada nesta quarta-feira (21) no Diário da Justiça Eletrônico. Redação do site Bahia Notícias.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.