CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

#Brasil: MP-BA investiga internauta que fez comentários preconceituosos em rede social

capa
A publicação foi feita logo após o atentado na Inglaterra | FOTO: Reprodução |

O comentário de uma internauta de uma suposta moradora de Curitiba nas redes sociais acabou por gerar a instauração de uma investigação que será realizada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), conforme o órgão informou, na última sexta-feira (26). Na mensagem a mulher lamentou que o ataque terrorista ocorrido no começo da semana em Manchester, na Inglaterra, não tenha sido na Bahia.

A publicação foi feita logo após o atentado. O MP apura quem é o autor da mensagem, de onde ela partiu e se o perfil utilizado para a publicação é verdadeiro ou falso. O perfil foi excluído da rede social após a mensagem viralizar e causar revolta. “Só lamento que tenha sido em Manchester e não na Bahia. Seria lindo ver aquele gente nojenta e escurinha da Bahia explodindo”, dizia o post.

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) encomendou um relatório preliminar para investigar a internauta que fez um comentário racista e xenófobo sobre os baianos. A promotora de justiça Livia Vaz, do Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação (GEDHDIS), vinculado ao MP, disse que, além da abertura do procedimento investigatório, foi enviado um ofício ao Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber), também ligado ao órgão, para a realização de um relatório preliminar.

O relatório, conforme o MP, tem a intenção de identificar o autor da postagem, através das informações do perfil na rede social, e o local de acesso, ou seja, de onde a mensagem partiu. Conforme a promotora, após o resultado do relatório preliminar do Nucciber será avaliado a possibilidade de o MP pedir à Justiça a quebra do sigilo de dados da internauta. O MP informou que a autora da mensagem pode ser responsabilizada criminalmente por racismo e também por danos morais coletivos, por ofender a honra dos baianos.

Ataque
O atentado em Manchester ocorreu pouco depois do show da cantora Ariana Grande. Além dos mortos, mais de 100 pessoas ficaram feridas. A polícia britânica informou que o homem-bomba Salman Abedi, de 22 anos, foi o autor do ataque, que foi reivindicado pelo Estado Islâmico. Ele também morreu na explosão. Jornal da Chapada com informações do G1BA

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios