#Bahia: Rui Costa decreta três dias de luto oficial após tragédia em Mar Grande

Postado em ago 24 2017 - 11:17am por Jornal da Chapada
rui

Rui lamentou a tragédia e informou que todos os esforços estão sendo empreendidos no apoio do socorro às vítimas | FOTO: Reprodução |

O governador Rui Costa decretou nesta quinta-feira (24) três dias de luto oficial, contados a partir de hoje, por conta da tragédia ocorrida com uma lancha que fazia a travessia Mar Grande – Salvador.

Rui lamentou a tragédia e informou que todos os esforços estão sendo empreendidos no apoio do socorro às vítimas. “Manifesto minha solidariedade aos familiares das vítimas. Todas as forças do Governo do Estado estão mobilizadas para dar assistência e prestar socorro às vítimas. Estou acompanhando pessoalmente esta difícil operação desde cedo e todas as providências foram tomadas imediatamente”.

Na nota de pesar, Rui destacou o reforço dos efetivos do Governo nas áreas da segurança e da saúde pública para atender o caso. Ele também ressaltou que acompanhará de perto a apuração do caso, que será investigado pela Capitania dos Portos com apoio da Polícia Civil.

Apoio
O Governo do Estado, por meio de várias secretarias, está realizando uma série de ações de apoio à Capitania dos Portos, da Marinha do Brasil, no atendimento às vítimas do naufrágio com uma embarcação, ocorrido às 6h30 desta quinta-feira (24), na Travessa Salvador-Mar Grande.

A Secretaria da Saúde (Sesab) já enviou a Mar Grande equipes das unidades dos municípios de Itaparica e Santo Antônio de Jesus para prestar socorro às vítimas da tragédia. Também apoia a ação a Secretaria da Segurança Pública (SSP), que está no local com helicóptero do Grupamento Aéreo da PMBA (Graer) e policiais da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar (5ª CIPM).

O secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, esclarece que, pela legislação brasileira, cabe à Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), vinculada à Seinfra, a concessão do serviço, o estabelecimento do valor da tarifa e a definição da capacidade de passageiros.

A fiscalização das embarcações é de responsabilidade da Capitania dos Portos. “A Capitania dos Portos funciona como um Detran, uma polícia do trânsito do mar. A parte do Governo é a burocrática, da concessão”, enfatiza o secretário. O Governo do Estado também vai acompanhar a apuração do acidente marítimo, que será conduzida pela Capitania dos Portos.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.