Chapada: Fisioterapia em Nova Redenção realizou em média 40 atendimentos por mês em 2017

Postado em abr 2 2018 - 2:13pm por Jornal da Chapada
capa

Os dados positivos atuais, revelam que houve aumento de número de pacientes reabilitados, todos satisfeitos com a estrutura do Centro instalado no município chapadeiro | FOTO: Montagem do JC |

A administração ‘Governo da Reconstrução’, da prefeita de Nova Redenção, Guilma Soares (PT) divulgou no último fim de semana os números de atendimentos do Centro Municipal de Fisioterapia, entre os meses de janeiro a dezembro do ano passado. Segundo a gestão municipal, foram admitidos mais de 200 pacientes, o que gerou uma frequência média de 40 atendimentos por mês. Sendo que 15 desses pacientes já receberam alta. O balanço foi feito desde o início de 2018 pela fisioterapeuta Polyanna Pimentel. Os dados positivos atuais, revelam que houve aumento de número de pacientes reabilitados, todos satisfeitos com a estrutura do Centro. O que pôde ser comprovado através de relatos dos próprios pacientes.

Para ter acesso à fisioterapia da rede municipal, a secretária de Saúde, Raquel Costa Cruz, informou que o paciente deve antes marcar consulta com o ortopedista, que atende no município duas vezes ao mês, para daí ser encaminhado para o Centro de Fisioterapia. A secretária Raquel não poupou elogios à fisioterapeuta responsável pelo equipamento de Saúde. “O compromisso da Dra.Polyanna Pimentel com o Centro de Fisioterapia, é excelente”, afirmou.

Entre os atendimentos realizados na unidade estão os treinos individuais funcionais e de marcha, com aparelhos novos e modernos. Isso sem falar nos atendimentos domiciliares, tanto na zona urbana quanto na rural. Também são realizados atendimentos coletivos, ao grupo de idosos do CRAS (Raízes da Terra). Podem ser atendidos pacientes com problemas de ortopedia e traumatologia, neurologia, pediatria, vasculares, oncologia e desportiva.

A mudança para o novo endereço do Centro de Fisioterapia aconteceu, segundo a Secretaria de Saúde municipal, por conta da falta de condições de atendimento no local deixado pela administração anterior. De acordo com a nota da secretaria a “falta de equipamentos e os que restaram, encontrados destruídos” também foram motivos para a realocação e compra de aparelhos novos, de última geração, com recursos próprios, para o atendimento da população. No ato de entrega desses equipamentos para o Centro Municipal de Fisioterapia, a prefeita Guilma destacou que as ações do seu governo pertencem ao povo. Jornal da Chapada com informações de assessoria.

Imagens divulgadas pela prefeitura

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.