CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Suíca diz que “‘laranjal do PSL’ é mais um escândalo para o governo fracassado de Bolsonaro”

apa
O vereador de Salvador disse que “Bolsonaro fracassou como presidente” | FOTO: Divulgação |

“O fracasso do governo de Bolsonaro não é apenas na luta contra os impactos das mudanças climáticas, como apontou a Organizações das Nações Unidas. Esse fracasso também é observado na composição de sua gestão e na atuação de cada pasta, sempre com medidas para retirar direitos e para entregar riquezas ao capital estrangeiro. Agora tem fracasso eleitoral também, com o laranjal de candidatos do PSL, mais um escândalo de fraude”. A fala é do vereador e vice-líder da oposição na Câmara de Salvador, Luiz Carlos Suíca (PT), que se pronunciou nesta quinta-feira (27) sobre a prisão do assessor especial do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, em operação deflagrada pela Polícia Federal – que investiga candidaturas de laranjas no PSL no pleito de 2018.

Conforme dados, o assessor especial Mateus Von Rondon Martins foi preso em Brasília nesta quinta em uma casa que fica em complexo de apartamentos na região do Lago Paranoá. De acordo com o edil, existe ainda mais pessoas ligadas ao governo de Bolsonaro na lista da PF. “Essa operação é mais um escândalo que se soma a outros, como os vazamentos de diálogos do ministro Moro [então juiz federal] com os procuradores da Lava Jato para incriminar Lula, e o caso de cocaína em avião presidencial. E tem mais dois ex-assessores do ministro do Turismo que são alvos da ação em Brasília e em Minas Gerais. Tudo autorizado pela Justiça de Minas. Ou seja, é outro titular de Bolsonaro envolvido em falcatruas”, completa Suíca.

Denúncias revelaram que o ministro Marcelo Álvaro foi reeleito deputado federal por Minas com auxílio de patrocínio de esquema de candidaturas de laranjas no estado que direcionou verbas públicas de campanha para empresas ligadas ao seu gabinete na Câmara. “E a PF já tem indícios de participação do ministro na fraude, inclusive já apreendeu documentos em endereços ligados ao PSL de Minas Gerais. Bolsonaro fracassou como presidente. Está mais que evidente isso. Em outra época, essas denúncias já seriam suficientes para derrubar titulares de pastas como a que Moro e Álvaro ocupam atualmente. Os escândalos só aumentam, assim como a vergonha de quem ajudou a eleger esse governo”.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas