CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

#Polêmica: Empresas ligadas a aliados de ACM Neto ganham R$ 715 milhões em contratos com prefeitura de Salvador

capa
As instituições pertencem a parentes de três secretários municipais, de um assessor da Casa Civil, de um assessor do gabinete do prefeito e de um ex-deputado federal do DEM | FOTO: Divulgação |

Ao menos seis empresas de parentes de aliados do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), ganharam R$ 715,2 milhões em contratos com a prefeitura da capital baiana, entre janeiro de 2013 e julho de 2019. As instituições pertencem a parentes de três secretários municipais, de um assessor da Casa Civil, de um assessor do gabinete do prefeito e de um ex-deputado federal do DEM. Não houve licitação, exigida por lei, de acordo com reportagem da Folha de S.Paulo.

Entre as empresas que mais lucraram na gestão de ACM Neto, estão três empreiteiras que têm como donos parentes de integrantes do governo municipal: Construtora BSM, Metro Engenharia e Roble Serviços. No período entre 2013 e 2018, as empresas receberam, em média, R$ 30 milhões por ano. A Construtora BSM foi a que mais lucrou entre as três na gestão: R$ 211,8 milhões em repasses desde 2013.

O sobrinho
A empresa é de propriedade de Bernardo Cardoso, empresário e sobrinho do gerente de projetos da Casa Civil, Manfredo Cardoso. “É um tio distante e o cargo que ele ocupa não tem nenhuma relação operacional com os nossos contratos”, declarou Bernardo. Além disso, o empresário é primo de Lucas Cardoso, amigo de ACM Neto e apontado pela Odebrecht como tendo recebido recursos de caixa dois para a campanha de 2012 do prefeito. O inquérito sobre o caso foi arquivado. As informações são da Folha e redação da Revista Fórum.

Etiquetas
Mostrar mais

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Pular para a barra de ferramentas