Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEstilo de vidaMenu PrincipalMundo
Trending

#Vídeo: Participante do The Voice Brasil, Edyelle Brandão é a única baiana na semifinal

Natural de Valença, no baixo sul baiano, a jovem artista contou sobre a expectativa na reta final da disputa.

A cantora Edyelle Brandão, de 21 anos, é a única baiana a representar o estado na semifinal desta edição do The Voice Brasil, programa da TV Globo. Natural de Valença, no baixo sul baiano, a jovem artista contou ao G1 sobre a expectativa na reta final da disputa. “Tem acontecido coisas que eu nunca imaginaria que fossem acontecer, que é chegar até a semifinal. De sete baianos, eu sou a única baiana a representar a Bahia no programa”.

Edyelle Brandão está no time da cantora IZA e, no último episódio do programa, soltou a voz com a música “Travessia”, do cantor Milton Nascimento. A participante está se preparando para o episódio da semifinal, que vai ao ar na terça-feira (1º). A final vai ser na quinta (3). Edyelle contou que a primeira tentativa de entrar no The Voice Brasil foi em 2016, quando recebeu a confirmação para participar das seletivas regionais.

Em 2018, ela participou mais uma vez das seletivas e conseguiu ser selecionada para o programa. “Só por estar lá já significa grande coisa. Pisar no palco do The Voice Brasil é algo inimaginável para qualquer cantor. Os artistas que já passaram por ali são consagrados, a bancada de técnicos é a bancada de técnicos. Trocar experiências com eles, ouvir tantos elogios, sugestões, é algo extremamente construtivo. Estar lá dentro da Rede Globo, conhecendo novas pessoas, trabalhando com aquela produção que te trata de maneira única, é totalmente diferente”, disse a baiana.

Edyelle também contou que sempre foi bastante incentivada pela família e, por isso, começou a estudar mais sobre música e encontrar prazer nesta área. “Eu comecei a fazer alguns cursos de teatro musical, belting contemporâneo e alguns cursos onlines. A partir daí, comecei a dar aula de canto. Mas tudo isso [música na vida dela] começou quando eu comecei a cantar na igreja, em coral. [A igreja] é uma escola para todo cantor, onde você desenvolve percepção, instinto, educação vocal”, explicou a artista baiana.

Edyelle também contou que sempre foi bastante incentivada pela família | FOTO: Reprodução |

Ainda na entrevista ao G1, a baiana também contou que os estilos musicais que são ouvidos por ela ajudaram a criar a identidade como cantora. “A gente tem que ouvir de tudo, não pode ignorar nada. Mas dentro disso tudo a gente tem que se encontrar para criar a nossa própria identidade. É pegando um pouco dali daquii que a gente soma e resulta naquilo que a gente é”, disse.

Antes de entrar no programa The Voice Brasil, Edyelle estava no 4º semestre de Letras Vernáculas na Universidade Estadual da Bahia (Uneb) e conciliava a atividade com o curso de licenciatura em música, Centro Universitário Claretiano. Para se dedicar ao reality, a baiana abdicou das duas faculdades e das aulas de canto que ensinava em algumas escolas.

A trajetória de Edyelle no programa começou nas audições às cegas, onde apresentou uma versão de “Who’s Loving You”, da banda Jackson 5. Com todas as cadeiras viradas, a participante escolheu o time IZA. Durante o episódio de Rodadas de Fogo, que foi ao ar no dia 5 de setembro, Edyelle enfrentou a participante Winnie, com a música “I Care”, da cantora Beyoncé, e foi escolhida para próxima fase. As informações são do G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios