AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal
Trending

Governo amplia debates sobre projeto integrado para a Chapada Diamantina durante encontro na Seplan

A proposta envolve a integração de ações para questões como a recuperação de nascentes, segurança hídrica, manejo do solo, gestão de resíduos sólidos, ações de defesa civil e desenvolvimento rural, além do fortalecimento institucional dos órgãos de governo que trabalham na região.

A realização de um projeto de desenvolvimento sustentável para a região da Chapada Diamantina, envolvendo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Ministério Público Estadual e o Governo do Estado, foi discutido nesta segunda-feira (25), na Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan). A proposta envolve a integração de ações para questões como a recuperação de nascentes, segurança hídrica, manejo do solo, gestão de resíduos sólidos, ações de defesa civil e desenvolvimento rural, além do fortalecimento institucional dos órgãos de governo que trabalham na região.

A coordenadora do PNUD no Brasil, Maristela Marques Baioni, falou sobre a iniciativa. “É um esforço grande que se iniciou com o Ministério Público, através da identificação de passivos na região que estamos tentando agora, por intermédio de um projeto de cooperação técnica, fazer um desenho de ações integradas para o desenvolvimento da região. Temos previstas ações de um trabalho de mudança de pratica do plantio da agricultura, visando garantir uma cultura que seja sustentável, preservando os insumos naturais. Então pretendemos trabalhar com o envolvimento da sociedade civil”, disse.

O secretário Walter Pinheiro diz que a intenção do projeto é ofertar para a Chapada as reais condições para se ter atividade econômica, turismo e preservação ambiental | FOTO: Ascom/Seplan |

Para o secretário do Planejamento, Walter Pinheiro, a intenção do projeto é ofertar para a Chapada as reais condições para se ter atividade econômica, turismo e preservação ambiental. “Na realidade compreende todo um manejo para a região, do ponto de vista hídrico, sanitário, e de recuperação de matas e mananciais , então o projeto busca, através de um passivo, a recuperação e diversas áreas, através de uma intervenção de formação para trabalhar a questão da consciência, preparação para o manejo, e claro como é a que vamos introduzir novos mecanismos para passar a conviver com essa área tendo atividade econômica e também a chegada de outras politicas, com a de resíduos sólidos, saneamento e distribuição de água”, explicou Pinheiro.

O PNUD é o órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) que tem por mandato promover o desenvolvimento e erradicar a pobreza no mundo. Com sede em Nova York, o PNUD trabalha em mais de 170 países e territórios auxiliando a erradicação da pobreza, a redução da desigualdade e a exclusão. Em parceria com governos de todas as regiões, o programa da ONU auxilia no desenvolvimento de políticas públicas, formação de lideranças, capacidades institucionais e na construção de estruturas resilientes que sustentem o desenvolvimento sustentável. As informações são de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios