Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEsportesMenu Principal
Trending

Chapada: Roteiro de viagem aponta atrações para curtir com a criançada em diferentes municípios da região

É um roteiro que pode ser para a família toda. Tem visita ao Pai Inácio, banhos de cachoeiras e de rios, além de conhecer um pouco da história da Chapada Diamantina durante trajeto pela Vila de Igatu, em Andaraí, e as diversões da Fazenda Pratinha, em Iraquara.

Se engana quem pensa que a região da Chapada Diamantina é um local exclusivamente para o turismo de aventura. É possível se divertir bastante com as crianças nesse verdadeiro parque de diversões natural.

No roteiro elaborado pelo site Guia Chapada Diamantina, reproduzido pelo Jornal da Chapada, existe as principais opções para conhecer e curtir a região chapadeira de forma leve e divertida com os pequenos.

É um roteiro que pode ser para a família toda. Tem visita ao Pai Inácio, banhos de cachoeiras e de rios, além de conhecer um pouco da história da Chapada Diamantina durante trajeto pela Vila de Igatu, em Andaraí, e as diversões da Fazenda Pratinha, em Iraquara.

Neste roteiro tem dicas para ir com as crianças a pontos de fácil acesso. É importante salientar que a Chapada também possui locais para desfrutar a culinária local e, assim, se deliciar com as iguarias e doces produzidos na região. A contratação de um guia certificado se faz necessário.

Roteiro
Primeiro dia – A primeira dica fica próxima do centro de Lençóis. Em um passeio de quatro horas é possível conhecer os famosos caldeirões de águas avermelhadas do Serrano, o salão de areias coloridas e as cachoeiras Primavera e Cachoeirinha. Todos com fácil acesso para as crianças sempre acompanhadas de adultos.

Caldeirões naturais do Serrano ficam no município de Lençóis | FOTO: Caiã Pires/Guia Chapada Diamantina |

Segundo dia – No segundo roteiro, indicamos deixar o dia livre para conhecer a parte norte da Chapada e o município de Iraquara. Para começar, um passeio pela caverna da Lapa Doce para se encantar com as formações de estalactites e estalagmites.

Depois, a diversão segue para a Fazenda Pratinha – um lago cristalino de água azul clara com tirolesa de 12 metros de altura, os pequenos irão amar ver os peixinhos que nadam junto às pessoas. Por fim, um lindo pôr-do-sol no topo do Morro do Pai Inácio que permite uma vista panorâmica maravilhosa do Parque.

Crianças do Grupo Escoteiro Waldemar Souza Oliveira se divertem no Rio Roncador | FOTO: Divulgação/Guia Chapada Diamantina |

Terceiro dia – Entre os municípios de Lençóis e Andaraí fica o mini-pantanal de Marimbus, o passeio lá é feito de barco e, no final da navegação, é possível relaxar nos caldeirões naturais do Rio Roncador. Por último, a pedida é visitar a Vila de Igatu e dormir por lá.

A Vila de Igatu fica no município de Andaraí | FOTO: Açony Santos/Guia Chapada Diamantina |

Quarto dia – É hora de acordar e conhecer as curiosidades da Vila de Igatu. A arquitetura, a igreja de São Sebastião, as ruas e as casas de pedra do ‘bairro fantasma’, assim como a Galeria Arte & Memória são os pontos altos desse passeio encantador.

Próximos ao centro da Vila, estão o Córrego do Meio, a Cachoeira dos Pombos e o Poço da Madalena, estas são opções para se banhar e se refrescar por lá. Vale a pena passar mais uma noite ou voltar para Lençóis no final do dia.

Ribeirão do Meio fica na região de Lençóis | FOTO: Açony Santos/Guia Chapada Diamantina |

Quinto dia – No retorno de Igatu, a dica é conhecer o Ribeirão do Meio – que fica a somente três quilômetros do centro da sede do município de Lenções. Lá tem uma piscina e um escorrega natural. Uma excelente opção para recarregar as energias e relaxar.

Cachoeira do Mosquito fica no distrito de Tanquinho, também em Lençóis | FOTO: Branco Pires/Guia Chapada Diamantina |

Sexto dia – Por último, uma trilha de 25 minutos até a Cachoeira do Mosquito, localizada na Fazenda Santo Antônio. O nome da Cachoeira tem origem no tipo de diamante que era encontrado ali, pequeno e sem valor comercial. A trilha é de nível fácil e conta com escadas de pedra e corrimão para melhorar o acesso.

Depois de almoçar um cardápio de delícias regionais na fazenda, o encerramento em grande estilo e ir até até o Rio Mucugezinho e Poço do Diabo, numa trilha de nível médio que proporciona uma vista maravilhosa que, com certeza deixará saudade. Jornal da Chapada com informações do Guia Chapada Diamantina.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios