CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo
Trending

#Mundo: Ataque aos rins é a nova complicação surpresa da crise do novo coronavírus no planeta

Até 40% dos pacientes de UTI com coronavírus podem ter os rins afetados pela doença; indicam especialistas.

Médicos de Nova York e em outras cidades estadunidenses, que atuam na linha de frente em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) , no combate ao novo coronavírus descobriram que a doença também está afetando os rins de alguns pacientes e provocando cálculos renais. Por lá, os médicos precisam transportar uma quantidade limitada de máquinas de diálise de um paciente com insuficiência renal para outro, segundo reportagem do The New York Times.

Especialistas em rim estimam agora que 20% a 40% dos pacientes de UTI com coronavírus sofreram insuficiência renal e precisaram de diálise de emergência. Ainda não se sabe se os rins são um dos principais alvos do vírus ou se são apenas mais uma vítima à medida que o corpo devastado do paciente se rende. É desconhecido também se os danos são permanentes.

De todo modo, pessoas com doença renal crônica estão entre os grupos mais vulneráveis segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) por não produzirem hormônios renais e terem baixa imunidade. Relatórios anteriores da China sugeriram uma baixa incidência de danos nos rins por conta da Covid-19, mas à medida que mais dados emergiam dali — e da Itália — começaram a se espalhar as notícias para a comunidade nefrológica de que muitos dos pacientes mais gravemente doentes, em ventilação mecânica, também precisariam de diálise.

Em Nova York, os hospitais pediram ajuda ao governo federal para priorizar equipamentos, suprimentos e pessoas para as áreas do país que mais precisam, acrescentando que os fabricantes de ventiladores e equipamentos de diálise não responderam totalmente à demanda. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Nefrologia reforça a importância dos pacientes portadores de Doença Renal Crônica, que tiverem suspeita ou contraírem o vírus a não interromperem a diálise.

Por aqui, a maior parte dos esforços em aquisição e distribuição de equipamentos está ligada aos respiradores. No começo de abril, o governo federal fechou a compra de pelo menos 6.500 respiradores que tem prazo de entrega em até 180 dias. Com informações da revista Exame.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios