Entrevista: Pré-candidato a deputado, João Gualberto fala com exclusividade sobre política e gestão

entrevista1

O político foi entrevistado pela jornalista Deninha Fernandes durante sua passagem por Itaberaba | FOTO Jornal da Chapada |

No Ponto de Entrevista deste mês de junho do Jornal da Chapada o bate-papo foi com o pré-candidato a deputado federal pelo PSDB, João Gualberto Vasconcelos. Gualberto é empresário, dono da rede de supermercados Hiper Ideal e ex-prefeito do município de Mata de São João, no Litoral Norte da Bahia. Nosso encontro aconteceu em Itaberaba, na Chapada Diamantina, quando o empresário foi apresentado como o candidato a uma cadeira na Câmara dos Deputados com o apoio do grupo político liderado por Delsuc Moscoso Neto e por seus filhos Delsuc e Leonardo Moscoso. Durante a entrevista, João Gualberto falou da importância do apoio do grupo e das lideranças, mostrou-se solidário às causas da oposição, franqueou parcerias e falou das suas experiências como empresário e como chefe do Poder Executivo. O pré-candidato também ressaltou o apoio que dá ao grupo formado pelos partidos de oposição que construíram a chapa majoritária liderada por Paulo Souto (DEM, governador), Joaci Góes (PSDB, vice-governador) e Geddel Vieira Lima (PMDB, senador). Leia a íntegra da entrevista.

Jornal da Chapada – Prezado João Gaulberto, é um prazer recebe-lo aqui em Itaberaba e franquearmos espaço para um bate-papo sobre política e gestão. Vamos começar perguntando qual o objetivo da sua visita ao município e o que acredita que pode ser melhorada administrativamente na cidade?
Gualberto – Desde o ano passado, quando o PSDB me lançou como pré-candidato ao governo da Bahia, estou viajando o estado para conhecer “de perto” a realidade de cada município, as necessidades da população, as principais demandas. Tenho me reunido com as lideranças de diferentes cidades e foi exatamente isso que fiz em Itaberaba. Um encontro com políticos, lideranças, empresários, comerciantes para discutir os principais problemas enfrentados no município, seja por omissão do governo federal, estadual ou municipal.

É esse debate de ideias que tem norteado a minha caminhada. Faço questão de conhecer o cenário político, econômico e social da Bahia e, principalmente, dos municípios que pretendo representar na Câmara Federal. Em Itaberaba, já vi que além dos graves problemas na saúde – com hospital municipal sem condições de prestar um atendimento digno e uma rede de postos de saúde que só atende 55% da população – e na educação, com a falta de escola de ensino superior que atenda a demanda do município, temos o agravante de ter um gestor público municipal que responde a uma série de processos judiciais, o que fatalmente tem um reflexo direto na qualidade dos serviços prestados pela sua administração.

Jornal da Chapada – A pergunta anterior é para identificar se o senhor está informado sobre os mais de 50 processos que o atual prefeito de Itaberaba responde, inclusive por falsidade ideológica.
Gualberto – Pois é… Sabia que o prefeito da cidade respondia a alguns processos, mas só depois do encontro e conversa com vocês tive exata noção da gravidade do problema. É com muita tristeza que me deparo com essa realidade que, infelizmente, é muito comum entre os gestores públicos desse país. Acho que hoje a má gestão do recurso público, seja por incompetência, seja pelo alto índice de corrupção, é o que inviabiliza a administração de muitos prefeitos, governadores, presidentes. Não existe boa administração com corrupção. Fui prefeito de Mata de São João por 8 anos e, além de ter todas as minhas contas aprovadas, nunca respondi a processo algum. Além disso, adotamos todas as medidas necessárias para combater a corrupção em todos os segmentos, do servidor público que trabalha na ponta, no atendimento direto à população, até o secretário.

Se for deputado, darei a minha contribuição para tentar tornar a justiça mais ágil em casos como esse do prefeito de Itaberaba. A grande quantidade de processos que ele responde já seria um dos pré-requisitos para ter prioridade na justiça, a única que pode cassar um governante desse, caso isso seja necessário em conformidade com a legislação e, assim, fazer valer a nossa democracia, preservando os direitos de cada cidadão ter um serviço público de saúde de qualidade, assim como na educação e em muitos outros segmentos. O fato é que com corrupção é impossível o gestor conseguir elevar a qualidade de vida da população.

entrevista22

Gualberto foi prefeito do município de Mata do São João por dois mandatos e recebeu o apoio para deputado federal da oposição em Itaberaba | FOTO Jornal da Chapada |

Jornal da Chapada – O senhor já foi testado como chefe de Poder Executivo quando ocupou por dois mandatos consecutivos a prefeitura municipal de Mata de São João. Fale um pouco dessa experiência, e destaque algumas das suas realizações como prefeito.
Gualberto – Ter sido por 8 anos prefeito de Mata de São João foi, sem dúvida, uma das minhas maiores alegrias. Em 2004, me candidatei a prefeito da cidade, não tinha família no município, não morava lá, enfim, era, a princípio, um desconhecido. Fizemos uma campanha um pouco diferente da maioria dos políticos. Fazíamos poucas promessas e o nosso maior compromisso com a população foi o de trabalhar incansavelmente, dia após dia pela cidade. E isso, fizemos. Em 2008, teve a reeleição com quase 70% dos votos válidos, depois fizemos sucessor em 2012, ano que finalizei a administração pública com 96% de aprovação, com bom e ótimo, do governo.

Nesses 8 anos de administração, fizemos muito pela cidade, principalmente na educação e saúde. Na educação, revolucionamos a rede municipal de ensino: construímos 27 novas escolas e todas com o mesmo padrão, amplas salas de aula, refeitório, biblioteca, sala de informática, quadra poliesportiva e uma padaria. Você deve está se perguntando para que uma padaria na escola, não é? Nós implantamos no município o projeto “Alimentando a Educação”, que garantia a cada aluno levar para casa quatro pães ao final de cada turno de aula. Com essa iniciativa conseguimos reduzir significativamente o índice de evasão escolar, o que era um dos nossos graves problemas.

Aliado a tudo isso, renovamos e ampliamos a frota do transporte escolar, garantimos curso de formação continuada para os professores da rede municipal, além de implantarmos o plano de incentivo ao mérito, o que garantia gratificações àqueles professores que cumprissem uma série de pré-requisitos essenciais para a qualificação do ensino. Com todas essas medidas, conseguimos elevar o Ideb [Índice da Educação Básica do Município] de 2.5 para 4.8, no Ensino Fundamental I e de 1.6 para 4.1 no Ensino Fundamental II, o que comprova que conseguimos elevar a qualidade do ensino público na rede municipal de Mata de São João.

Na saúde, ampliamos e construímos todos os postos de saúde do município e, assim, conseguimos garantir a assistência básica a 100% da população. Reconstruímos o hospital municipal, o aparelhamos, ampliamos as ofertas de serviços, com os novos equipamentos de diagnóstico por imagem e as novas especialidades médicas, e com a construção da maternidade que passou a assegurar o nascimento dos matenses em seu próprio município. Ainda fizemos o sistema de esgotamento sanitário do município, ampliamos a oferta de emprego firmando parcerias com grandes empreendimentos hoteleiros da região e ainda construímos um centro industrial onde hoje funcionam três pequenas indústrias. Pavimentamos mais de 80% das ruas do município, ampliamos e renovamos a iluminação pública, fizemos estradas, enfim, conseguimos fazer muito e, de fato, elevamos a qualidade de vida dos cidadãos.

Jornal da Chapada – Itaberaba é um município que fica na entrada para a Chapada Diamantina, região cujo colégio eleitoral é de quase um milhão de votos. Porém, ainda não temos um legítimo representante nem na Assembleia e nem na Câmara. Se o senhor for eleito o que pretende fazer para ajudar Itaberaba, principalmente na geração de emprego e renda?  
Gualberto – Quando me fazem essa pergunta eu costumo dar a mesma resposta: o meu maior compromisso que assumo com a população é o de trabalhar. Trabalhar, incansavelmente, na defesa dos interesses da Bahia e, principalmente, dos baianos que depositaram em mim a sua confiança. Em 2005 e 2008, quando fizemos a campanha para prefeito de Mata de São João, tivemos a preocupação e a responsabilidade de fazer um plano de governo com propostas que tínhamos absoluta certeza que poderíamos executar ao longo da administração.

Então, fizemos um plano de governo, o qual considero bastante modesto. Fiz questão de distribuir para cada cidadão e costumava pedir a eles que guardassem aquele documento com carinho para que no final da administração cada um deles pegasse o plano de governo e fizesse a sua avaliação, o seu balanço pessoal da administração. Nesses 8 anos de administração, cumprimos 100% das propostas que estavam no plano de governo e fomos além. Conseguimos surpreender a população. Nunca prometemos construir 27 escolas, mas fizemos. Nunca prometemos renovar e ampliar a rede de postos de saúde, mas fizemos.

Nunca prometemos fazer a rede de esgotamento sanitário de toda a sede do município, mas fizemos. Enfim, aprendi na minha caminhada empresarial, como supermercadista, que um dos “segredos do sucesso” é surpreender o cliente. E fiz exatamente isso quando fui um administrador público: fiz poucas promessas e surpreendi a população com muitas realizações.

foto

O peessedebista fala de política nacional e diz que Aécio Neves está crescendo na campanha. Gualberto ainda confia na vitória de Paulo Souto | FOTO: Jornal da Chapada |

Jornal da Chapada – O senhor inicialmente foi apresentado à Bahia como um possível candidato da oposição ao governo estadual, depois seu nome foi ventilado para vice-governador na chapa de Paulo Souto. Como ocorreu a consolidação de sua candidatura a deputado federal?
Gualberto – Como você disse, no ano passado, o PSDB me lançou como pré-candidato a governador da Bahia. Neste ano, o processo de escolha do pré-candidato das oposições afunilou para os nomes de Paulo Souto e Geddel. Quando esse cenário começou a se desenhar, mesmo com o meu nome sendo cotado para compor a chapa das oposições como vice, já comecei a receber o apoio de algumas lideranças para uma candidatura a deputado federal. Nas viagens que fazia, algumas faziam questão de manifestar esse desejo. Assim, fui construindo e consolidando, então, essa pré-candidatura à Câmara Federal, com o mesmo intuito que me levou a disputar duas eleições em Mata de São João e que me levou a ser pré-candidato ao governo da Bahia, que é o de contribuir para um país melhor, uma Bahia melhor.

Jornal da Chapada – O senhor tem realizado viagens pelo estado. Quais as percepções que tirou dessas viagens e o que é necessário para melhorar?
Gualberto – Como já disse, do início de 2013 até hoje, viajei, praticamente, todo o estado e, infelizmente, a maioria das cidades sofre o mesmo “mal”: negligência, omissão e incompetência do governo estadual. Os problemas são os mesmos: caos na saúde, abandono na educação, pouquíssimo, ou nenhum, investimento em infraestrutura e geração de emprego e renda e muita corrupção e desmandos. Ao longo desses 8 anos, foram muitas promessas feitas e poucas realizações.

Então, o que é necessário para melhorar? Primeiro é ter um governo que queira trabalhar; um governo que pare de fingir que trabalha e parta para a ação concreta e efetiva para sanar ou, pelo menos, amenizar os graves problemas que estamos enfrentando, como os crescentes índices de violência. Primeiramente e essencialmente, é isso que é necessário para melhorar: ter um governo com vontade de fazer.

Jornal da Chapada – Depois da escolha da chapa ficou alguma mágoa, o senhor se sentiu preterido?
Gualberto – De hipótese alguma. Isso faz parte do “jogo” político. Apoio o pré-candidato Paulo Souto e tenho absoluta certeza que, se for eleito, a Bahia estará em boas mãos. Apoio totalmente essa chapa das oposições que está nos representando. Posso lhe garantir que há zero de mágoa (risos).

Jornal da Chapada – Seu partido tem candidatura própria à presidência da República, que é o senador Aécio Neves, fale um pouco da sucessão presidencial. Como será a votação de Aécio aqui na Bahia. As pesquisas aponta Dilma com ampla vantagem.
Gualberto – Ampla vantagem, por enquanto, não é? As últimas pesquisas já sinalizam o crescimento do senador Aécio Neves. Nos últimos meses, o desgaste político da presidente Dilma se intensificou, pelo menos é isso que as pesquisas vêm apontando. Em contrapartida, a pré-campanha do senador vai crescendo e os números também já confirmam esse crescimento. De fato, sabemos que teremos que trabalhar muito para que o senador saia da Bahia com uma votação expressiva, pois ele não é muito conhecido no nosso estado. Mas, tenho certeza, que com o desenvolvimento da campanha de Paulo Souto na Bahia, essa consolidação da campanha para o senador Aécio Neves vai acontecer inevitavelmente. Acho que é uma questão de tempo e trabalho na direção certa.

Jornal da Chapada – Em recente pesquisa divulgada pelo Ibope, o pré-candidato ao governo Paulo Souto desponta na frente em relação aos outros postulantes. Como o senhor enxerga essa distância de mais de 30 pontos percentuais? A oposição terá fôlego para levar assim até o final?
Gualberto – O favorável resultado da pesquisa, sem dúvida, dá mais ânimo, estímulo e motivação a todos do grupo. A ampla diferença nos faz querer trabalhar ainda mais. Além do resultado da pesquisa, tenho viajado com Paulo Souto por diversos municípios e sentimos, por onde passamos, o desejo latente de mudança.

Jornal da Chapada – Obrigado, João Gualberto, esperamos que esse seja um dos muitos encontros que teremos ao longo da campanha e franqueio nossos espaços para suas considerações finais.
Gualberto – Eu é que agradeço pelo espaço aberto e pela receptividade. Tenho certeza que muito em breve nos veremos de novo. Quero agradecer, especialmente a Delsuc Moscoso e aos vereadores Mandinga, Tanajura e Ricardo Pimentel, além de cada itaberabense que participou desse encontro. Estaremos juntos nessa caminhada.

Jornal da Chapada
Deninha Fernandes
www.jornaldachapada.com.br

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

1 Comentário Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.