Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

Chapada: Final de semana de chuva em grande parte da região

chuvas
Nas regiões oeste, São Francisco, Chapada Diamantina, sudoeste e sul, a umidade que vem da Amazônia é o principal responsável por manter intensa a nebulosidade e a chuva | FOTO: Reprodução |

A estação da primavera termina com chuva em grande parte do Nordeste brasileiro, pois os sistemas meteorológicos que estão atuando favorecem a formação de instabilidades sobre essa área entre sexta-feira e domingo (19 e 21). Um dos sistemas é a umidade vinda da região Amazônica e o outro é um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN). Na Bahia, estes sistemas estão influenciando as condições do tempo em diferentes áreas. Nas regiões oeste, São Francisco, Chapada Diamantina, sudoeste e sul, a umidade que vem da Amazônia é o principal responsável por manter intensa a nebulosidade e a chuva.

Os ventos úmidos vindos do Oceano Atlântico também devem influenciar o tempo no sul do estado. Esse aumento do teor de umidade, somado ao calor, contribui para que a chuva possa vir acompanhadas de trovoadas, principalmente nas regiões oeste e São Francisco, onde é esperada temperatura máxima de até 34°C. Nas regiões norte, nordeste e Recôncavo é um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) que contribui para a chuva. Essa é a mesma previsão para Salvador e região metropolitana, onde o predomínio é de tempo chuvoso na maior parte do período. A temperatura nessas regiões deve variar entre mínima de 19°C (no norte) e máxima de 35°C (no nordeste).

Leia também:
Bahia tem 16 municípios em situação de emergência por causa das chuvas

Os Vórtices Ciclônicos de Altos Níveis se originam sobre o Oceano Atlântico e são mais frequentes no verão. Quando esse sistema avança para o continente, atingindo o Nordeste brasileiro, causam chuva para as regiões que ficam sob sua borda e céu claro para as que ficam sob seu centro.

Maré
A maré deve atingir a altura máxima no período entre 1h e 4h e entre 13h e 16h, com valores variando de 1,8 e 2,8 metros. Já a altura mínima deve ser registrada entre 7h e 10h e entre 19h e 22h, oscilando de 0,1 a 0,5 metro. As ondas previstas para esse período devem ter agitação fraca, com altura máxima de até 1,5 metros.

Radiação ultravioleta
A aproximação do verão no Hemisfério Sul gera maior incidência da radiação solar e, consequentemente, aumento dos Índices de Radiação Ultravioleta (IUVs). Além disso, é nesta estação que a temperatura se eleva e a chuva é mais intensas e de curta duração.

Os IUVs previstos para o período de sexta a domingo (19 a 21), variam de 12 a 13, classificados na categoria ‘extrema’, conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS). Assim, cuidados quanto à exposição prolongada à radiação solar devem ser mantidos, como usar protetor/filtro solar, chapéu, boné, óculos escuros e roupa leve, principalmente, nos horários das 10 às 16h, quando os efeitos danosos são maiores.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios