Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu Principal

Salvador: Carnaval da Cultura tem mais de 200 atrações

secult
Secult anuncia novidades do carnaval da cultura | FOTO: Elói Corrêa/GOVBA |

Lançada nesta quarta-feira (4), no Palácio Rio Branco, em Salvador, a programação do Carnaval da Cultura 2015 terá mais de 200 atrações de música, dança e expressões artísticas de diversos ritmos e estilos. Este ano, o Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Cultura (Secult), investirá R$ 10 milhões, destinados aos programas Carnaval Ouro Negro, Carnaval do Pelô e Carnaval Pipoca. O apoio contempla blocos afro, afoxés, blocos de índios, de samba e microtrios, além de shows e desfiles de chão.

Garantindo a presença de blocos tradicionais nos três circuitos da folia, o Carnaval Ouro Negro apoia 93 entidades carnavalescas de matriz africana. Entre os blocos credenciados, estão os afros Olodum, Bankoma, Cortejo Afro, Dida, Male Debalê, Muzenza, Os Negões e Okanbi, além de afoxés e agremiações de índio, samba e reggae. O Carnaval Pipoca levará dez microtrios aos circuitos Dodô (Barra/Ondina), Osmar (Campo Grande) e Batatinha (Centro Histórico). Sem cordas, as atrações incluem projetos como o Microtrio 2015 de Ivan Huol, Peixinho Elétrico e Retrofolia.

Pelô
Para receber a programação diversificada e totalmente gratuita, as ruas e largos de Pelourinho estarão decoradas com o tema ‘Festas Populares da Bahia’. A decoração destaca manifestações da festividade e a religiosidade baiana, por meio de representações da Lavagem do Bonfim, a Festa de Iemanjá, o Bumba-meu-boi, Caretas e Mascarados de Maragogipe e a Devoção ao Divino Espírito Santo.

Além dos palcos, estão programados para a festa blocos, artistas, bandas de sopro e performances. A abertura da folia será nesta quinta-feira (5), com o primeiro ‘Grito de Carnaval’, no Largo Pedro Archanjo, reunindo a Orquestra Iemanjá, Cacau do Pandeiro, Jota Velloso, Claudete Macedo e Ninha. Na próxima sexta (13), o início oficial da folia será um show em homenagem a Dona Edith do Prato, com sete cantoras baianas, incluindo Mariene de Castro e Margareth Menezes.

O secretário de Cultura, Jorge Portugal, destaca a diversidade e qualidade dos shows no palco do Largo do Pelourinho. “Teremos Edson Gomes, que há muito tempo não tocava no Carnaval, Jorge Aragão, na noite do samba, Moraes Moreira, fazendo um carnaval para todos aqueles que querem recordar seus grandes carnavais, BainaSystem, essa linguagem de uma Bahia contemporânea maravilhosa e Mariene de Castro e sete vozes femininas abrindo o Carnaval no dia 13, homenageando os 100 anos de Dona Edith do Prato”.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios