Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalMundo

Mundo: Para matar pulgas, homem põe fogo em carro; confira vídeo

foto
Acidente ocorreu quando, após aplicar álcool nas áreas afetadas da cabine, ele resolveu acender um cigarrinho | FOTO: Reprodução |

“Torce, retorce, procuro mas não vejo, não sei se era a pulga ou se era o percevejo”… ainda mais irritante que esse hit das festinhas infantis dos anos 80 é a coceira provocada pela picada dos percevejos, um tipo de praga ainda relativamente comum nos Estados Unidos – Nova York é a cidade mais atingida. São insetos pequenos como sementes de maçã, que se escondem em fendas de colchões, estrados, lençóis, carpetes e cortinas e, à noite, picam as pessoas para sugar seu sangue.

Imagine agora o transtorno que seria se seu carro fosse infestado pelos resistentes bichinhos, que podem ficar seis meses sem se alimentar, sendo que uma fêmea produz de 200 a 400 ovos por ano. Um homem de 44 anos em Eastport, Long Island (EUA) descobriu que o Kia Soul que tinha alugado havia sido “premiado”. Scott Kemery leu em algum lugar que bastaria chafurdar os insetos em álcool para matá-los e, no afã do desespero, não hesitou em colocar esse conselho em prática, encharcando com o líquido as partes mais afetadas da cabine.

Só que aquelas advertências sobre manter álcool longe de fontes de calor não são feitas por acaso. Foi o que Kemery descobriu quando, depois de se vingar dos desconcertantes percevejos, acendeu um cigarrinho para relaxar e… acabou ateando fogo no carro e nele mesmo. Kemery teve queimaduras de primeiro e segundo grau e foi levado de helicóptero para um hospital. Como desgraça pouca é bobagem, o fogo logo se alastrou para outros dois carros, que estavam estacionados ao lado e também foram destruídos. Uma maneira radical – e um tanto desproporcional – de se livrar dos insetos. Da Agência Estado.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios