Valmir volta a defender uma Constituinte Exclusiva para debater a reforma política

Postado em maio 14 2015 - 10:43am por Jornal da Chapada
valmir

Valmir Assunção é deputado federal do PT | FOTO: Gabriela Korrossy/Ag Câmara |

O relatório da Comissão Especial, que trata da reforma política na Câmara Federal, não agradou os parlamentares da bancada do PT na Casa. Um dos deputados que se pronunciou contra a proposta em debate foi o baiano Valmir Assunção, que voltou a defender uma Constituinte Exclusiva para tratar do assunto. No púlpito do plenário da Câmara, nesta quarta-feira (13), Assunção pediu mais envolvimento da população na questão da reforma do sistema político e criticou diversos pontos do relatório final apresentado esta semana. “O PT defende que a reforma crie cada vez mais espaço para a sociedade participar da vida política depois da eleição, participar com apresentação de sugestões, com apresentação de projetos, e participar com mandatos”, informa.

Para o petista, a reforma política tratada no Congresso Nacional caminha para uma conclusão que ameaça os movimentos sociais, enfraquece os representantes de setores marginalizados e consolida uma política elitista, voltada para os detentores do poder. “É preciso criar uma Constituinte Exclusiva para debater a reforma política. É preciso também acabar com o financiamento de empresas às campanhas eleitorais. Tem que haver uma paridade de gênero nesse debate, as mulheres devem participar e devem ser eleitas para virem aqui legislar. Defendemos o voto em lista para democratizar ainda mais as eleições”, frisa Assunção.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.