Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

Valmir contesta versão de senadores na Venezuela: “Não operam pelos interesses do Brasil”

foto
Valmir Assunção é deputado federal do PT | FOTO: Agência Câmara |

A ida de senadores brasileiros para a Venezuela com a intenção de visitar presos na capital Caracas criou um fato diplomático que deixou o governo do Brasil constrangido. Essa afirmação é do deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) que, neste sábado (20), contestou a versão dos parlamentares de que teriam sido atacados por manifestantes ligados ao governo do presidente Nicolás Maduro. “A Venezuela não tem nada contra o Brasil. O que aconteceu em Caracas, na quinta-feira, com os senadores, não foi da maneira que narraram, eles queriam um fato político contra o país e conseguiram. Aécio Neves, por exemplo, nunca abriu a boca em defesa dos direitos humanos. Temos, antes de tudo, de respeitar a soberania do país”, informa Assunção.

O petista diz que, em 2013, foi convidado a visitar cinco presos políticos cubanos, em Washington (EUA). Fez o pedido de missão oficial na Câmara e foi barrado. “Quando foi para investigar os EUA, o pedido foi barrado e nenhum senador da oposição se manifestou, agora, contra a Venezuela, querem criar este estardalhaço. Na verdade, eles operam a favor aos interesses dos EUA e não aos do Brasil”. Ainda de acordo com Valmir, uma nova comissão já foi formada, para acompanhar a situação política na Venezuela, e também relata o que narrou o deputado federal João Daniel (PT-SE), que estava no país vizinho.

“Ele [João Daniel] não estava com os senadores, chegou pouco tempo depois e me enviou uma mensagem de Caracas dizendo que não houve bloqueio algum, apenas um acidente sobre a rodovia que fez os senadores retornarem. O próprio deputado estava só em um carro pequeno e teve o mesmo problema, foram quase quatro horas do aeroporto até o centro de Caracas”, completa o deputado baiano. Para Assunção, o que os senadores quiseram foi gerar mais desgastes e tentar estremecer a relação do Brasil com a Venezuela. “A presidente Dilma sabe que não temos problemas de relação com Maduro e saberá mais uma vez corrigir o que a oposição desesperada fez”.

A comitiva de senadores brasileiros na Venezuela foi composta por parlamentares de oposição ao Governo Dilma, como Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Ronaldo Caiado (DEM-GO), Aécio Neves (PSDB-MG), José Medeiros (PPS-MT), José Agripino Maia (DEM-RN), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Sérgio Petecão (PSD-AC) e Ricardo Ferraço (PMDB-ES). Na nova comitiva, que repetirá a viagem para Caracas, estarão os senadores Roberto Requião (PMDB-PR), Lindbergh Farias (PT-RJ), Lídice da Mata (PSB-BA), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Randolfe Rodrigues (PSOL-AP).

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios