CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Mais um helicóptero é enviado pelo governo para combater incêndios na Chapada Diamantina

foto5
Mais dois peritos e fiscais da Sema e do Inema serão deslocados para a região | FOTO: Divulgação/Inema |

Diante da propagação dos incêndios florestais registrados nos últimos dias e da incidência dos focos de calor na região do Parque Nacional da Chapada Diamantina, o secretário estadual do Meio Ambiente, Eugênio Spengler, sobrevoou a área afetada e, no município de Lençóis, se reuniu com a equipe de combate aos incêndios do Programa Bahia Sem Fogo. Durante o encontro, na quinta-feira (12), foi disponibilizado mais uma aeronave para transporte dos brigadistas às áreas de difícil acesso. Agora, são dois aviões Air Tractor, dois helicópteros, viaturas tracionadas (4×4) e mais de 60 brigadistas e bombeiros militares atuando na região.

Os focos de incêndios florestais registrados no município de Ibicoara foram controlados no último dia 11, sendo que os trabalhos de combate aos incêndios estão concentrados nas proximidades do Rio Mucugezinho, em Lençóis, na Área de Proteção Ambiental (APA) Marimbus/Iraquara, em Morro Branco, em Palmeiras, e na comunidade do Capão do Correia, na região de Mucugê.

Leia também:
Vídeo: Incêndio continua na Chapada Diamantina e combate segue nesta sexta
Fogo continua afetando a Chapada Diamantina; presidente da Cifa sugere criar comando integrado
Chapada: Confira fotos de um dos maiores incêndios florestais que atingiu Ibicoara

De acordo com a coordenadora de Fiscalização Preventiva do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema) e perita em incêndios florestais, Fabíola Cotrim, as equipes envolvidas na Operação Bahia Sem Fogo, coordenada pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema), e executada pelo Inema, vêm intensificando as ações em campo para acabar com as queimadas.

“A aviões estão sendo utilizados para lançamento de rajadas de água sobre a área atingida, além de monitoramento aéreo para subsidiar os rumos do combate. São áreas que apresentam vegetação seca, devido à estiagem, o que demanda mais atenção e dedicação integral dos brigadistas”, explicou Cotrim.

Os órgãos ambientais enfatizam que é de fundamental importância que a população contribua para a prevenção das queimadas, evitando o uso do fogo nas atividades de campo, principalmente, na preparação do solo para o próximo plantio ou renovação de pastos para os animais. A sociedade pode oferecer denúncia de queimadas ilegais e quaisquer outros crimes ambientais pelo telefone 0800 071 1400, e-mail [email protected], diretamente nos balcões do Inema, na sede ou nas Unidades Regionais, ou por correspondência.

O trabalho de combate ao fogo em todo território baiano envolve o esforço de brigadistas voluntários capacitados pela Sema, bombeiros militares, técnicos do Inema e de prefeituras locais, brigada do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO).

Leia também:
Chapada: Novos focos de incêndios são combatidos nas regiões de Andaraí e Lençóis
Chapada: Incêndio florestal que atingiu a Serra da Águia é controlado em Ibicoara
Chapada: Presidente da brigada de Andaraí denuncia a ‘indústria do fogo’ na região

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios