Demissões de 1,5 mil trabalhadores em Barreiras são causadas por mancada de Dilma, diz Aleluia

Postado em dez 2 2015 - 4:20pm por Jornal da Chapada
foto5

O deputado federal José Carlos Aleluia | FOTO: Reprodução |

“O governo de Dilma Rousseff destrói as empresas nacionais e contrata estrangeiras quebradas para a infelicidade do País”. Assim explica o deputado federal José Carlos Aleluia o encerramento das atividades da espanhola Abengoa em Barreiras, na Bahia, causando a demissão de 1,5 mil trabalhadores. Responsável pela obra do linhão de Belo Monte, que vai de Miracema, no Tocatins, à baiana Sapeaçu, passando pelo Maranhão e Piauí, num total de 1.854 quilômetros, a Abengoa, sem conseguir atrair sócios para investir no soerguimento da empresa, entrou em recuperação judicial na Espanha esta semana.

“Quem está pagando o pato por mais esta mancada da presidente Dilma, ao contratar uma estrangeira incapaz, são os trabalhadores baianos demitidos e, agora, sem nenhuma perspectiva de emprego numa economia em recessão profunda”, lamenta Aleluia. O presidente estadual do Democratas cobra atitude do governador petista Rui Costa: “Governador, será que a sina do povo baiano é sofrer com o desemprego e a inflação?”.

Para Aleluia, o caos social causado no Recôncavo com a paralisação do Estaleiro Enseada deveria ter servido de sinal de alerta para o governante petista tomar atitude. “Será que nem o Oeste baiano, região que ainda consegue suspirar nesta crise, passará incólume pela tragédia do PT”?.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.