Bahia: Massa de ar quente e seco perde força e aumenta as chances de chuvas

Postado em fev 11 2016 - 4:23pm por Jornal da Chapada
chuva

Os volumes mais expressivos de chuvas são esperados para as regiões Oeste, São Francisco, Chapada Diamantina, Sudoeste e Sul | FOTO: Reprodução/Portal Rius |

O tempo na Bahia previsto para os próximos dias deverá ter mudanças significativas, principalmente em relação às chuvas. A massa de ar quente e seco, que vinha atuando desde a semana anterior (reduzindo a nebulosidade e as chuvas no Estado), começa a perder força. Com isso, aumenta as chances da volta da nebulosidade e, consequentemente, das chuvas. Mesmo assim, essa massa de ar ainda deve prevalecer até o sábado (13), quando o predomínio será de céu ensolarado e com poucas chances de chuvas.

A partir do domingo (14)), as condições do tempo devem mudar em praticamente toda a Bahia. Pois, além da massa de ar enfraquecida, o avanço de uma frente fria pelo litoral do Sudeste brasileiro, somado a umidade vinda da região Amazônica, deverá contribuir para intensificar a nebulosidade e as chuvas na maior parte do Estado. No entanto, os volumes mais expressivos são esperados para as regiões Oeste, São Francisco, Chapada Diamantina, Sudoeste e Sul. Além disso, nas regiões Oeste e São Francisco, onde são esperadas as maiores temperaturas do Estado (máximas de até 36°C), não se descarta a possibilidade de ocorrer trovoadas.

Para as regiões do Recôncavo, Nordeste e Norte, onde essa massa de ar ainda atua com mais intensidade, a previsão é de céu parcialmente nublado a claro. Mesmo assim, no final da tarde e durante a noite há possibilidade de ocorrer eventos de chuvas fracas. Para a cidade de Salvador e região metropolitana, onde o predomínio será de céu parcialmente nublado a claro, as temperaturas se manterão elevadas, com valores variando entre 25°C e 33°C.

foto6

Previsão de IUV e temperaturas por cidades da Bahia. Chapada Diamantina deve registrar as menores temperaturas | FOTO: Reprodução |

Maré
Para o período entre os dias 12 (sexta-feira) e 14 de fevereiro (domingo), a maré deverá atingir sua altura máxima no período entre as 6h e às 9h e entre as 18h e às 21h, com valores variando de 1,7 e 2,8 metros. Já as alturas mínimas deverão ser registradas no período entre a 00h às 3h e das 12h às 15h, com valores variando de 0,1 a 0,8 metro. As ondas previstas para esse período deverão ter agitação fraca, com altura máxima podendo chegar a 1,5 metro.

Índice de Radiação Ultravioleta
Uma das características da estação do verão é a elevação na incidência da radiação solar e, consequentemente, dos Índices de Radiação Ultravioleta (IUV’s), a exemplo dos que estão previstos para o período entre os dias 12/02 (sexta-feira) e 14 (domingo), quando estes Índices deverão variar de 13 a 14.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), tais Índices estão classificados na categoria “Extrema”, o que requer cuidados quanto à exposição prolongados a radiação solar, principalmente, nos horários das 10 às 16h quando os efeitos danosos a saúde são maiores. Assim, recomenda-se o uso de protetor/filtro solar, chapéus, bonés, óculos escuros e roupas leves, o que poderá contribuir para minimizar tais danos. As informações são do Inema.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.