Chapada: Rio de Contas na rota do combate a incêndios; oficina trata do Bahia sem Fogo

Postado em set 23 2016 - 6:56pm por Jornal da Chapada
rio

Os participantes trocaram experiências, elaboraram diagnósticos problematizando as causas e consequências dos incêndios florestais | FOTO: Reprodução/Sema |

Na última terça-feira (20), agricultores, professores, estudantes e pessoas da sociedade civil reuniram-se no teatro São Carlos, em Rio de Contas, na Chapada Diamantina, para aprender mais sobre a prevenção e o combate aos incêndios florestais. Esta é mais uma iniciativa do programa ‘Bahia sem Fogo’ da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), que está promovendo oficinas de Educação Ambiental em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (SEC) e o Corpo de Bombeiros, em territórios da Chapada Diamantina, onde mais ocorrem focos e queimadas, anualmente.

Na oficina, foram realizadas rodas de conversas e atividades em grupo. Os participantes trocaram experiências, elaboraram diagnósticos problematizando as causas e consequências dos incêndios florestais, além de traçarem metas e ações educativas para a prevenção do fogo na Chapada Diamantina. Para a estudante e moradora da zona rural em Rio de Contas, Carolaine Mafra, a oficina trouxe conhecimentos que vão contribuir para atuar na sua comunidade.

“Eu vi a atividade como uma solução viável para reduzir as queimadas, além de mostrar que eu posso sensibilizar as pessoas da minha região e fazer com que a gente multiplique as idéias para a prevenção do fogo”, disse. Para o agricultor e morador da comunidade de Mato Grosso (Rio de Contas), Valdecy Dultra, “são constantes os focos de incêndios em sua região e as atividades educativas qualificam os moradores com informações importantes tanto sobre o combate quanto as ações preventivas”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O objetivo das oficinas de educação ambiental do programa Bahia sem Fogo é percorrer as regiões da Chapada Diamantina, durante setembro a dezembro, época em que o fogo é mais intenso. A ideia é sensibilizar brigadistas voluntários, agricultores, professores, estudantes e demais pessoas como agentes na mobilização da prevenção de combate e prevenção as queimadas.

Para a diretora de Educação Ambiental da Sema, Zanna Matos, foi gratificante intermediar e ver a participação da população de Rio de Contas. “Fiquei feliz em saber que as pessoas estão preocupadas e envolvidas com os problemas relacionados ao seu município. O mais interessante é o envolvimento delas buscando soluções. Que sejam agentes importantes e que estejam sempre multiplicando ações educativas conscientizando outros”, finalizou. As informações são da Sema.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.