Cunha pode entregar mais da metade do Congresso e destruir Temer, diz Suíca

Postado em out 20 2016 - 9:42am por Jornal da Chapada
suica

O vereador de Salvador, Luiz Carlos Suíca (PT) | FOTO: Reprodução |

A prisão do ex-deputado e ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mexeu com os alicerces da política nacional e deixou o Congresso e a Presidência da República apreensivos. Para o vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT), a prisão de Cunha já foi um caso atrasado da justiça brasileira e sugere que se investigue todos os atos realizados pelo peemedebista como chefe maior da Câmara. Além disso, o edil petista aponta que o governo de Michel Temer (PMDB) se fragiliza, “principalmente pelo que Cunha tem a dizer à justiça” sobre as denúncias no âmbito da Operação Lava Jato.

“Temer teve de voltar às pressas do Japão. Estão todos desnorteados com a notícia. Essa pode ser a maior delação premiada da história do país. Cunha pode entregar mais da metade do Congresso e destruir o governo Temer em pouco mais de duas horas de depoimento. Agora é preciso garantir que a justiça tenha a mesma celeridade que teve com os outros presos da Lava Jato, e que sejam investigados todos os atos de Cunha na presidência da Câmara, com certeza ele usou seu poder para frear a comissões de inquérito, abrir processos, aprovar pautas bombas, tudo com a ajuda dos correligionários que buscam abrigo no governo golpista”, frisa o vereador.

Suíca ainda aponta que autoridades suíças já tinham pedido a prisão de Cunha em suspeita de lavagem de dinheiro e corrupção passiva. “No ano passado, os promotores daquele país informaram a existência de mais de 300 contas em mais de 30 bancos suíços que suspeitam serem ligados ao enorme escândalo de corrupção e lavagem de dinheiro da Petrobras. Cerca de US$ 400 milhões em contas foram bloqueados”, completa o edil petista.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.